Províncias

Mais escolas construídas no Lubango

Arão Martins | Lubango

Centenas de crianças do bairro Ferrovia, arredores da cidade do Lubango, estudam em melhores condições, quando entrar em funcionamento a escola do I e II ciclos do ensino primário.

Autoridades provinciais continuam empenhadas na edificação de escolas com o objectivo de dar outro alento ao sistema de ensino
Fotografia: Arimateia Baptista| Lubango

O estabelecimento escolar, erguido com fundos do Programa de Investimentos Públicos (PIP) do Governo Provincial da Huíla, vai beneficiar alunos dos bairros Canguinda, Huíla Pão, Maringa e Só-Frio.
Para constatar o andamento das obras da escola, o governador provincial da Huíla, João Marcelino Tyipinge, visitou o local e orientou para se respeitarem as normas de construção, embora tenha gostado do nível de execução dos trabalhos.
O director municipal da Educação do Lubango, Pedro Tchissingui, manifestou-se bastante satisfeito com a construção da escola.
O responsável disse que o município do Lubango há muito que vem registando uma pressão considerável de crianças que terminam o ensino primário e, por ausência de uma escola próxima do bairro, são encaminhadas em estabelecimentos distantes das suas zonas de residência.
Pedro Tchissingui anunciou ainda a entrada em funcionamento, este ano, de uma outra escola, com seis salas de aulas, no bairro do Tchioco.
Esta escola é erguida no quadro do Projecto de Desenvolvimento Local (PDL), do governo local, em parceria com o Fundo de Apoio Social (FAS), o que permite a inserção de mais de 700 crianças no sistema de ensino.
Pedro Tchissingui informou que o número de escolas no Lubango está a crescer substancialmente. A localidade da província da Huíla  conta com 152 estabelecimentos de ensino, o que permitiu matricular, neste ano lectivo, mais de 200 mil alunos, dos quais seis mil pela primeira vez.
Pedro Tchissingui disse que as autoridades prevêem a entrada em funcionamento, pela primeira vez, de seis novas escolas, ainda este ano lectivo, construídas no quadro do Programa de Combate à Pobreza. Além das obras em curso, o administrador municipal do Lubango, Francisco Barros, disse que as autoridades levaram a efeito acções de construção e de apetrechamento de escolas de seis e de 12 salas de aulas, nas localidades de Caculuvar (na comuna da Arimba), no bairro Ferrovia, KM-14, Nampanda (comuna da Huíla).
Francisco Barros explicou que, no âmbito da parceria com o FAS, foram construídas  escolas de seis salas de aulas, nos bairros Nambambi, Doutor António Agostinho Neto, Chioco e Tchituno.
O administrador do Lubango considerou que o direito ao ensino é um pressuposto dos 11 compromissos para com a criança.
Em função disso, Francisco Barros garante que o Governo Provincial da Huíla, através da Administração Municipal do Lubango, vai continuar a canalizar verbas para a área da Educação, no sentido de se construírem mais salas de aulas.

Tempo

Multimédia