Províncias

Mais famílias da Huíla recebem diversos bens

João Katombela | Lubango

O Governo Provincial deu bens de primeira necessidade, chapas de zinco, utensílios de cozinha, cobertores e roupa usada a 30 famílias que perderam as suas casas em consequência das chuvas que se registaram nos últimos dias na localidade do Kuaua, arredores da cidade do Lubango.


O Governo Provincial deu bens de primeira necessidade, chapas de zinco, utensílios de cozinha, cobertores e roupa usada a 30 famílias que perderam as suas casas em consequência das chuvas que se registaram nos últimos dias na localidade do Kuaua, arredores da cidade do Lubango.
Cada família recebeu 25 chapas de zinco, utensílios de cozinha e roupa usada, para ajudar a repor os haveres destruídos pelas inundações, que derrubaram as suas casas.
A directora provincial da Huíla do Ministério da Assistência e Reinserção Social, Catarina Manuel, informou que o governo cumpre as suas responsabilidades sociais. “Os primeiros dados estatísticos sobre os danos das chuvas chegaram do Kuaua, onde, infelizmente, algumas famílias perderam os seus bens, que estamos agora a minimizar”, afirmou.
 Quilengues, Chipindo e Cuvango foram os municípios mais afectados, dos 14 que compõem a província da Huíla.
Catarina Manuel assegurou o encaminhamento de ajuda para esses municípios: “as inundações afectaram alguns dos 14 municípios da província. Existem famílias que perderam as suas casas e o governo vai fazer-lhes chegar o apoio de que necessitam”. Garantiu que o governo está preparado para apoiar todas as famílias que forem afectadas pelas calamidades naturais.
Generosa Tchinhangala, 32 anos, não escondeu a sua satisfação ao receber utensílios de cozinha e chapas de zinco. “Devido à chuva perdi a minha casa e fiquei ao relento”, disse. Vasco Sakassima, de 75 anos, disse que não esperava que a ajuda chegasse tão cedo: “eu sou cego, a minha casa caiu com a chuva, mas chegou o governo e ofereceu-me chapas”.

Tempo

Multimédia