Províncias

Mais produção agrícola reduz mal nutrição

O vice-governador do Bengo para o sector económico defendeu na segunda-feira, no Caxito, a necessidade de se aumentar e diversificar a produção agrícola, revitalizando o comércio rural, para tornar mais abundantes e acessíveis os produtos do campo, e diminuir os níveis da malnutrição das populações.

Executivo está apostado no relançamento da agricultura para diminuir as importações
Fotografia: Arimateia Baptista


Domingos Guilherme, que falava no acto de abertura do I Seminário Provincial de Consulta e Concertação sobre o Comércio Rural, destacou a importância do encontro no desenvolvimento agrícola e comercial da província do Bengo. Ao reiterar o compromisso do Executivo em apoiar o sector agrícola para o aumento da produção e diversificação da economia, realçou a importância de o país poder consumir os seus próprios produtos, diminuindo as importações.
O sector do Comércio constitui um elemento fundamental na criação de uma estrutura económica moderna, devido à sua influência significativa na estruturação territorial e populacional da sociedade, na criação de empresas e de emprego, salientou o vice-governador.
Em Angola, referiu, o sector do Comércio encontra-se polarizado entre o pequeno comércio de carácter tradicional, maioritariamente informal, e as grandes superfícies e grupos comerciais, com um número elevado de agentes do comércio não licenciados.
O seminário, realizado sob o lema “Revitalização do Comércio Rural: Via Directa para Crescer mais e Distribuir melhor”, espelha claramente a preocupação do Executivo em criar as condições que permitam o escoamento e comercialização dos produtos do campo e a valorização da produção local.
Neste contexto, sublinhou Domingos Guilherme, pode iniciar-se um novo ciclo no sector do comércio rural, com apresentação, divulgação e incremento da estratégia nacional do programa de aquisição de produtos agro-pecuários, devendo proteger a livre e leal concorrência entre os comerciantes e salvaguardar os direitos dos consumidores.
O novo ciclo que se inicia, prosseguiu, visa estabelecer sinergias, condições e estratégias comuns de actuação, aplicar o cronograma de incremento, com vista a alcançar os objectivos desejados.
As propostas de estratégia nacional para incremento do Programa de Aquisição de Produtos Agro-pecuários (PAPAGRO), plano de acção e respectivos eixos, potencialidades da província em termos agro-pecuários e organização produtiva das comunidades na província foram apresentados no encontro.
Os participantes analisaram, ainda, questões relacionadas com a organização associativista e cooperativista, agentes logísticos rurais e proposta de perfil e sua inserção nos municípios e comunas, tipologia das infra-estruturas logísticas para a recepção, comercialização e armazenamento (loja, armazém e câmaras de conservação de produtos) para se instalar, numa primeira fase, nos municípios mais produtivos.
Participaram no seminário provincial os vice-governadores, administradores municipais, associações, cooperativas, agricultores individuais, membros do Governo Provincial, comerciantes rurais, empresários, comerciantes retalhistas e grossistas, autoridades tradicionais, docentes, estudantes universitários e sociedade civil.

Tempo

Multimédia