Províncias

Mais uma unidade fabril entra em funcionamento

André Amaro | Lubango

Uma unidade fabril, vocacionada para a produção de painéis isotérmicos, chapas de zinco e estruturas metálicas, para a construção de armazéns, orçada em 34 milhões de dólares, encontra-se em funcionamento desde Janeiro deste ano, no quilómetros 16, na cidade do Lubango, província da Huíla.

Obras de construção a nível da província da Huíla vão registar maior celeridade
Fotografia: Jornal de Angola

Uma unidade fabril, vocacionada para a produção de painéis isotérmicos, chapas de zinco e estruturas metálicas, para a construção de armazéns, orçada em 34 milhões de dólares, encontra-se em funcionamento desde Janeiro deste ano, no quilómetros 16, na cidade do Lubango, província da Huíla.
A fábrica tem capacidade instalada para produzir 300 mil metros de chapas de zinco e um milhão de painéis isotérmicos, além de vidro, alumínio e estruturas metálicas, pavilhões industriais, com recurso a matéria-prima proveniente da Índia, China e Turquia.
O projecto recebeu a vista de uma delegação chefiada pelo Procurador-geral da República, João Maria de Sousa, no quadro da semana da legalidade.
O director da Metolosul, Carlos Coutinho, salientou que a produção actual ainda é insuficiente para satisfazer o mercado nacional, uma vez que a procura dos produtos é maior que a oferta. Segundo explicou, o mercado nacional tem absorvido quase toda a produção, sobretudo as empresas de construção das províncias do Kuando-Kubango, Namibe, Cunene, Benguela, Humbo e Bié.
De acordo com Carlos Coutinho, a entrada em funcionamento da fábrica permitiu criar 28 postos de trabalho para jovens, nos ramos de mecânica, electricidade, operadores de máquinas, motorista e área administrativa.
Antes de começarem a funcionar, os jovens beneficiaram de formação, de modo a manejarem a maquinaria sem grandes dificuldades e garantirem a produção.
Carlos Coutinho adiantou que este projecto visa criar, até ao fim do ano, cem postos de trabalho para jovens, nas várias especialidades, com a entrada em funcionamento de mais linhas de produção.

Tempo

Multimédia