Províncias

Maternidade do Lubango tem nova directora

Arão Martins | Lubango

O governador provincial da Huíla exortou segunda-feira no Lubango os novos responsáveis comunais a exercerem com zelo e dedicação as suas funções e disse serem essas mais uma responsabilidade e não apenas um cargo.

Governador provincial da Huíla pediu que seja dada uma atenção à Maternidade Irene Neto
Fotografia: Edições Novembro

No acto de tomada de posse dos novos administradores comunais, João Marcelino Tyipinge, pediu um maior empenho e partilha de ideias para que as acções em curso sejam efectivadas com sucesso.
O governador pediu que seja dadauma atenção especial à Maternidade Irene Neto, do Lubango, que tem passado por dificuldades que precisamde ser ultrapassados. Dois dos responsáveis empossados foram precisamente a directora da Maternidade Irene Neto, Luísa Rodrigues Ferreira, que substituiu Hilário Flávio, e o director clínico da unidade sanitária, Eduardo Pacata Chatuvela.Também tomou posse a directora pedagógico científico do Hospital Dr. António Agostinho Neto, Dulce Paulino PedroJoaquim.
Durante a cerimónia, foram empossados Fernando Alfredo no cargo de administrador da comuna do Cusse, município de Caconda, Lucas Tchacola, administrador da comunada Waba,e os administradores adjuntos de Calepi,Negola, Vicungo e Jamba. Iniciaram ainda funções os chefes da secção e do departamento de hotelaria e turismo da Direcção do Comércio e Hotelaria e Turismo, o chefe da secção de planeamento e estatística da Direcção dos Transportes e os directores do Gabinete deComunicação Institucional e Imprensa (GCI) dasadministraçõesmunicipais da Chibia, Humpata, Cuvango, Cacula e Gambos. Uma das grandes apostas do novoadministradorda comuna do Cusse, município de Caconda,é intensificar a produção de cereais e hortícolas. Fernando Alfredo considera a região uma grande produtora de batata-rena, mas referiu que a falta de fertilizantes tem contribuído para a fraca produção nos últimos tempos. Por essa razão, são altos os preços praticados.
Fernando Alfredoprometeu trabalhar com as autoridades competentes e procurar adquirir os fertilizantes a preços mais justos para aumentar a produção da batata.
O administrador comunal salientou que a batata produzida no Cusse, além de beneficiar as populações dos município de Caconda, Caluquembe,Cacula e Chicomba, também abastece os mercados das províncias do Huambo, Benguela, Bié e Luanda. “Vamos trabalhar com aDirecção Provincial da Agricultura, Desenvolvimento Rural, Pescas e Ambiente e como Governo Provincial para que os fertilizantes cheguem a tempo oportuno à região e permitamuma produção mais aceitável”, disse.
A comuna do Waba é conhecida pelo seu potencial agrícola e faz parte da região que produz alimentos em grande escala.
 O administrador comunal, Lucas Tchacola, garantiu que vai dar uma atenção especial ao sector da agricultura por ser fundamental na produção de alimentos e no combate à fome e à pobreza no meio rural. A região é um celeiro da província e a sua populaçãoé, na maioria, camponesa. “Por isso, tem de se trabalhar para a incentivara diversificar as culturas”, disse Tchacola.

Tempo

Multimédia