Províncias

Médicos reforçam assistência na região

Arão Martins | Lubango

A assistência médica às populações da Missão Católica do Sendi e arredores, no município de Quipungo, conheceu melhorias significativas, desde que a localidade passou a contar com os préstimos de dois médicos de clínica geral.

Apesar dos esforços empreendidos pelo Governo e direcção daquela missão continua a haver muitas dificuldades de vária ordem
Fotografia: Arimateia Baptista | Sendi

A assistência médica às populações da Missão Católica do Sendi e arredores, no município de Quipungo, conheceu melhorias significativas, desde que a localidade passou a contar com os préstimos de dois médicos de clínica geral.
Os médicos foram colocados no município no âmbito do programa de expansão e melhoria de assistência sanitária às populações, desenvolvida pelo Governo da Província da Huíla.
A par disso, a nível da dinamização dos serviços do hospital do Sendi, o governador provincial, João Marcelino Tyipinge, inaugurou uma farmácia completamente apetrechada com medicamentos e procedeu à entrega de uma ambulância nova.
Daniel Tchipalanga, missionário católico do Sendi, disse que aquela missão, desde o seu surgimento, promoveu e formou inúmeros quadros, muitos deles colocados em áreas chave do desenvolvimento do país.
O missionário realçou a necessidade de se ampliar o hospital da Missão, com laboratório e maternidade, e de haver enfermeiros residentes, para que a actividade sanitária seja ainda mais aceitável. A construção de postos médicos e pontos de água, a funcionar através de placas de energia solar, são outros equipamentos solicitados pela direcção da Missão do Sendi.
Daniel Tchipalanga disse que, actualmente, apesar dos esforços empreendidos pelo governo e direcção daquela missão, ainda existem muitas dificuldades, daí a necessidade de uma intervenção mais eficaz das autoridades.
Apesar das dificuldades que enfrenta, a escola da Missão tem primado por um ensino de qualidade e educação participativa. A localidade dispõe de 42 professores do ensino primário ao secundário do II ciclo, que têm de trabalhar com centenas de crianças e adolescentes, número que cresce a cada ano que passa. Os missionários pediram a João Marcelino Tyipinge que seja construída uma escola de 24 salas, para responder à procura registada, nos últimos tempos.

Outras preocupações

A Missão Católica do Sendi possui dois lares, que albergam 52 alunos do sexo masculino e 67 do feminino, salientou o professor Daniel Tchipalanga. A missão necessita, com alguma urgência, da reabilitação das áreas sanitárias, dormitórios, refeitórios, cozinhas e a aquisição de viaturas.
Algumas estruturas da Missão têm quase cem anos de existência e com o conflito armado as infra-estruturas ficaram seriamente danificadas. A reparação da via de acesso que liga o desvio da estrada de Quipungo à sede da missão e a reabilitação da ponte ali instalada são outras questões abordadas pelo missionário.

Tempo

Multimédia