Províncias

Melhoradas condições para milhares de alunos

André Amaro| Lubango

Milhares de alunos do ensino geral, na cidade do Lubango, província da Huíla, esperam iniciar a frequência do segundo semestre escolar em melhores condições com a reabilitação, ampliação e apetrechamento da escola "Comandante Cow-Boy".

Milhares de alunos do ensino geral, na cidade do Lubango, província da Huíla, esperam iniciar a frequência do segundo semestre escolar em melhores condições com a reabilitação, ampliação e apetrechamento da escola “Comandante Cow-Boy”, em fase de conclusão.
O novo estabelecimento de ensino, está edificado numa superfície de dez mil metros quadrados, tem 24 salas de aulas para dois mil alunos das 5ª, 6ª e 7ª classes, campos polivalentes e espaços verdes.
O director da escola, Tomás Henriques, disse, que, apesar de os alunos apenas só irem utilizar as instalações no segundo semestre, vamos fazer um reajuste ao programa escolar, de maneira a que possam recuperar o tempo perdido. Os professores já estão sensibilizados para o efeito”, garantiu. Tomás Henriques informou que, em Fevereiro do ano em curso, os 124 professores da instituição frequentaram um seminário pedagógico de actualização de maneira a capacitar-lhes para a recuperação dos seis meses em que a escola não funcionou.
A escola vai funcionar com 44 turmas distribuídas pelas 5ª 6ª e 7ª classes, em três turnos. O período nocturno está reservado aos adultos inseridos no processo de reforma educativa em vigor no país.
Antes da remodelação a escola atendia mil e 500 alunos que assistiam às aulas em más condições.

Tundavala

A estrada de acesso ao centro turístico da Tundavala, na cidade do Lubango, está a ser asfaltada numa extensão de 20 quilómetros e meio. A via terá uma plataforma de 11 metros de largura, 9 dos quais para rodagem, contra os 6 do antigo traçado e custará 30 milhões de dólares.
A reabilitação, prevista em três fases, começa no entroncamento que liga o complexo da Nossa Senhora do Monte à zona da Casa Verde, passando pelo bairro da Mapunda, barragem da Tundavala, terminando na fenda.
As obras, a cargo de uma empreiteira nacional, além do asfalto resumem-se também à sinalização vertical e horizontal, valas de drenagem e jardinagem.
A direcção da empresa empreiteira, assegurou ontem a uma delegação do Comité Provincial do MPLA, que os trabalhos iniciados no mês de Junho serão concluídos em Agosto do próximo ano.

Tempo

Multimédia