Províncias

Melhoram as condições de trabalho

Marcelo Manuel | Ndalatando

O director-geral da Escola Superior Pedagógica do Cuanza Norte, Rocha Santana, anunciou na quinta-feira, em Ndalatando, a criação de mais condições de trabalho no sentido de permitir o alcance de melhores competências académicas entre os docentes e discentes.

A instituição dispõe das condições necessárias parar o processo de ensino
Fotografia: Jornal de Angola

O responsável da instituição  de ensino  afecta à Universidade Kimpa Vita realçou que o alcance da excelência académica pressupõe a existência de profissionais comprometidos com o país, transformando ideias em realidade, criadas através da qualidade, premissas que podem gerar a satisfação profissional desejada.
A instituição possui actualmente as condições necessárias para dar resposta aos desafios emanados pelo Executivo, com a construção e apetrechamento de laboratórios de Química, Biologia e Física.
Durante o exercício do ano de 2013, a instituição trabalhou na criação de uma biblioteca, apetrechada com obras diversas, embora ainda insuficientes, além de ter sido reestruturado e ampliado um restaurante. A par disso, Rocha Santana referiu que a escola criou uma página na Internet e procedeu à abertura de um furo hertziano, que permite o fornecimento de água potável canalizada.
Com 24 salas, sendo uma de professores e duas para aulas de Informática, com 45 computadores cada, a instituição possui 4.352 estudantes, dos quais 1.193 do sexo feminino. Para assegurar as aulas, conta com os préstimos de 59 docentes, entre eles 23 cubanos, que são auxiliados por outros 48 funcionários das áreas administrativas, segurança, limpeza, manutenção, entre outras. Actualmente, a Escola Superior Pedagógico de Cuanza Norte ministra cursos de licenciaturas em línguas, Matemática, Física, Química, Biologia e Educadores de Infância. Antes, ministrava apenas cursos de bacharelato, no âmbito da anterior política, terminada em 2012, com a graduação de 1.492 estudantes.

Tempo

Multimédia