Províncias

Mercado da Lage para zungueiras

Domingos Mucuta | Lubango

Albertina Vinene respira agora de alívio, porque desde ontem vende a mercadoria nas renovadas bancadas do mercado Ângela Pedro Miguel “Sorte”, no bairro da Lage, arredores da cidade do Lubango, inaugurado pela secretária-geral da Organização da Mulher Angolana (OMA), Luzia Inglês.

O mercado está implantado numa área de muito movimento e dispõe de lojas e uma residência
Fotografia: Jornal de Angola

Albertina é uma das 130 vendedoras ambulantes contempladas, desta vez, para comercializar produtos no novo mercado, cujas obras de restauro e ampliação foram financiadas pelo Programa Municipal Integrado de Combate à Pobreza.
A vendedora, visivelmente satisfeita, considerou difícil a venda ambulante e recorda ter passado maus momentos na vida e nunca pensou que lhe fosse atribuído um espaço onde pudesse realizar a sua actividade comercial sem sobressaltos.
Comerciante de fruta desde 2008, a antiga vendedora de rua diz que percorria o Lubango inteiro com a bacia carregado de mercadoria. Mãe de dois filhos, Albertina Vinene ocupa uma das bancadas, mas pensa que ainda está a viver um sonho. “Foram seis anos muito difíceis. Andávamos de baixo para cima para podermos comercializar os produtos e muitas vezes com o bebé ao colo. Parece mentira, mas hoje estamos mesmo a vender neste novo mercado”, afirmou.
O mercado, uma homenagem à primeira secretária da OMA na Huíla, está implantado numa área de cerca de dois mil metros quadrados e dispõe de três lojas, uma peixaria, talho e uma residência do tipo T2. No mercado existem espaços para a construção de armazéns. O administrador do Lubango, Francisco Barros, disse que o projecto de construção de armazéns frigoríficos é executado de forma faseada, à medida da disponibilização financeira.

Tempo

Multimédia