Províncias

Milhares de jovens com acesso facilitado

André Amaro | Lubango

O número de estudantes que frequenta este ano o ensino superior na Huíla cresceu dez vezes em relação a 2008 devido à abertura de novas instituições universitárias públicas e privadas, salienta um relatório do Governo Provincial.

Instituto Superior abriu o curso pós laboral e expandiu algumas especialidades
Fotografia: Arimateia Baptista|

O número de estudantes que frequenta este ano o ensino superior na Huíla cresceu dez vezes em relação a 2008 devido à abertura de novas instituições universitárias públicas e privadas, salienta um relatório do Governo Provincial.
O documento lembra que há quatro anos havia 1.205 alunos no ensino superior e que agora, com a criação da Universidade Mandume Ya Ndemufayo (UMN) e de outras cinco instituições privadas, o número cresceu para 12.250.
A UMN, enquadrada na sexta região académica, que engloba as províncias do Namibe, Cunene, Kuando-Kubango e Huíla, tem em funcionamento as faculdades de Direito, Economia e de Medicina.
A UMN teve entre 2008 e este ano, 2.412 alunos e o Instituto Superior de Ciências da Educação do Lubango (ISCED) e outras instituições públicas, 6010. No ensino privado, o número chega a 1.860 estudantes no Instituto Superior Politécnico Tundavala , 1.115 no Instituto Superior Politécnico Gregório Semedo, 952  no Instituto Superior Politécnico Vida-ISP-Vida e 83 no Instituto Superior de Teologia Evangélico do Lubango.
Nos estabelecimentos públicos, além dos cursos de Economia, Direito e Medicina na UMN, há os de Psicologia, Matemática, Física, Química, Informática Educativa, Geografia, Biologia, Pedagogia, Filosofia, História e Linguísticas no ISCED.
Nas instituições privadas são ministrados os cursos de Psicologia, Gestão de Recursos Humanos, Informática de Gestão, Contabilidade e Gestão, Organização e Gestão Empresarial, Gestão Comercial e Marketing, Ciências da Comunicação, Engenharia Informática, Posologia Clínica, Enfermagem, Fisioterapia, Engenharia Agronómica, Engenharia do Ambiente e Engenharia Civil.
O Instituto Superior de Ciências da Educação (ISCED) abriu o curso pós laboral e expandiu algumas especialidades aos municípios da Chibia, Caconda e Matala.
O Executivo construiu o Instituto Superior Politécnico da Arimba, no município do Lubango, que começa a funcionar ainda este ano.

Tempo

Multimédia