Províncias

Mina do Limpopo entra em produção

A mina de ouro do Limpopo, na província da Huíla, deve entrar em produção industrial até 2018, apresentando um potencial inicial anual, em valores comerciais, superior a 28 milhões de dólares.

Trata-se da primeira mina de ouro em Angola a ser explorada depois da independência, em 1975, e abrange uma área de concessão de 1.930 quilómetros quadrados, conforme explicou ontem, à RNA, João Diniz, administrador da Ferrangol, concessionária pública do sector.  “Terá uma produção anual de 780 mil toneladas de minério. Isto pode resultar numa produção de até 22.218 onças por ano para começar. Estamos a falar de uma mina que pode evoluir de pequena para grande”, explicou.  Uma onça de ouro estava cotada ontem em mais de 2.266 dólares no mercado internacional, pelo que a produção desta mina pode representar um encaixe financeiro anual, na primeira fase, que arranca “antes de 2018”, de 28 milhões de dólares. Estão ainda em curso prospecções de ouro no Chipindo e Mpopo, além do projecto integrado de Kassinga e Kassala Kitungo, sendo as províncias da Huíla e do Huambo alvo do maior interesse.

Tempo

Multimédia