Províncias

Mukanka e Tundavala vão reanimar turismo

Estanislau Costa |Lubango

A abertura ao público do aeroporto internacional da Mukanka e do estádio nacional Tundavala é um catalizador para o fortalecimento e desenvolvimento do turismo na cidade do Cristo Rei e dascidades da região sul, segundo o administrador municipal do Lubango.

O Aeroporto Internacional do Lubango tem linhas modernas e arrojadas que sublinham a sua beleza arquitectónica
Fotografia: Mota Ambrósio

A abertura ao público do aeroporto internacional da Mukanka e do estádio nacional Tundavala é um catalizador para o fortalecimento e desenvolvimento do turismo na cidade do Cristo Rei e dascidades da região sul, segundo o administrador municipal do Lubango.
Virgílio Tyova ao referir-se à Mukanka, única estrutura aeroportuária internacional construída no país após a independência e cuja primeira fase  orçou em mais de 60 milhões de euros, qualificou-o como o “ex libris” da cidade.
“Lubango tem fascinantes pontos turísticos que chamam gentes de outros países a conhecer e investigar mas que ainda não são explorados por vários condicionalismos”, disse, acrescentando que o novo aeroporto internacional aberto ao público figura como uma porta que se abre para a região impulsionar o desenvolvimento do turismo em todas as vertentes.
 “Os novos hotéis, restaurantes, equipamentos de lazer, supermercados, transportes públicos, estradas intermunicipais e provinciais, são condições que se associam às infra-estruturas inauguradas para aliciar a vinda de pessoas de fora”, afirmou.
Virgílio Tyova considerou o estádio Tundavala e o aeroporto internacional da Mukanka como dois empreendimentos essenciais ao desenvolvimento da Huíla.   Acrescentou que a região sul está melhor servida com a abertura ao público de “duas infra-estruturas com dimensão internacional, facto que torna as cidades do Lubango, Namibe, Ondjiva e Menongue como pontos de passagem e convergência de pessoas de outros pontos do mundo”.
O administrador sublinhou que além de nacionais, o estádio vai receber equipas desportivas de outros países por causa das condições climáticas e de acolhimento favoráveis. “Vamos receber, a partir de agora, muitas visitas de vários pontos do mundo”.
        
Lubango foi às inaugurações

 
Em algumas avenidas da capital huilana, Lubango, reinou a calmano período da tarde de ontem com a inauguração do estádio internacional Tundavala. Contavam-se pelos dedos de uma mão as pessoas e viaturas que circulavam nas ruas. Foi toda a gente para a festa das inaugurações.Milhares de pessoas acorreram à catedral huilana de futebol para acompanharem as actividades programadas. Muitas delas afluíram ao estádio para “matar” a curiosidade da imponente infra-estrutura desportiva.

Bonito e com qualidade

Nádia Fonseca é uma jovem que veio do Namibe para assistir à inauguração e ver de perto o Tundavala. “É um grande estádio. Está bonito e com muita qualidade. Parece aqueles que vemos na televisão quando jogam grandes equipas da Europa e América”. Nadia elogiou o Governo por não se poupar a esforços para a construção de raiz de estádios com tal envergadura. “Obras do género vão servir, com a qualidade que têm, várias gerações. E todos hão-de recordar-se do tempo recorde da empreitada e o esforço gasto”.
Margarida Upalika veio de Ondjiva especialmente para acompanhar a inauguração do aeroporto internacional da Mukanka. Ela nem queria  acreditar no que os seus olhos viram.Quando chegou ao Lubango ainda duuvidava que em tão pouco tempo fosse possível construir um estádio de futebol.
“Gostei muito do aeroporto, é moderno e igual aos dos países desenvolvidos. Tem escadas rolantes, restaurantes, lojas, cafés, salas de embarque bonitas e cómodas, parque de estacionamento e muito mais. O país está a desenvolver-se”, disse.
Margarida Upalika apelou a todos os usuários do aeroporto e do do estádio, para que os conservem como se fossem propriedade sua. “Com um comportamento digno perante os bens públicos estaremos a compensar e reconhecer o esforço do Governo”.

Huíla honrada

O governador Isaac dos Anjos, afirmou ontem que a província da Huíla “sente-se honrada pelo facto do Governo ter tomado a decisão de construir o monumental Estádio Nacional da Tundavala”, na cidade do Lubango. Discursando na cerimónia oficial de inauguração, Isaac dos Anjos disse que  a província da Huíla ganhou mais infra-estruturas económicas e sociais.
Sublinhou que com o “impulso do CAN” foi restabelecida a empresa de transportes públicos do Lubango, cidade com mais de um milhão de habitantes e constituída por 14 municípios. Entre os projectos enumerados pelo governador, constam também as obras de ampliação da Avenida do Aeroporto, e a construção de oito novos hotéis e 13 pensões residenciais que vão contribuir para o incremento do turismo na região. O  Aeroporto  da Munkanka, cujas instalações foram ontem inauguradas pelo Primeiro-Ministro, também foi destacado pelo governador  da Huíla.

Tempo

Multimédia