Províncias

Município da Jamba com mais água potável

Arão Martins| Jamba

O consumo de água potável vai, a partir do mês de Agosto, ser mais abrangente, na sequência das obras de reforço do sistema de abastecimento em curso na sede municipal da Jamba, província da Huíla.

Fotografia: Nilo Mateus| Edições Novembro

As obras de reforço do sistema de abastecimento de água à sede municipal da Jamba começaram em Outubro do ano passado e terminam em Agosto próximo. As obras são financiadas pela linha de crédito da China e estão orçada em 20.211.370,18 dólares.
O administrador municipal da Jamba, Miguel Cassela, explicou que a rede de distribuição estende-se por 61.356,31 quilómetros e comportará 501 ligações domiciliárias e a instalação de 3.522 torneiras. Acrescentou que o projecto prevê no total 4.023 ligações.
Informou que as ligações domiciliárias e instalações nos quintais contemplam os bairros Antero, Lucunga A, B e C, Moro, Zona A, B, Kuandja A e B, Operário, Zona Académica, Santa Terezinha, Eyela, Tchiongo e Cacola.
O administrador municipal da Jamba esclareceu que, na sede municipal da Jamba, foram já realizadas, no quadro do “Programa Água para todos”, várias acções que beneficiam as famílias que vivem no centro da sede municipal da Jamba.
Disse que a rede já se expandiu por 54.012.67 quilómetros e por instalar estão previstos 7.803.86 quilómetros. O governador provincial da Huíla, João Marcelino Tyipinge, visitou as obras que estão a ser executadas pela empresa chinesa Sinomac e ficou satisfeito com a desenvolvimento dos trabalhos.
Miguel Cassela defendeu que, em conformidade com o plano de acção para a implementação das acções do Executivo, impõe-se a necessidade da reparação das vias de comunicação no traçado Jamba-Tchamutete, Jamba-Vihongue, Jamba-Valódia, Jamba-Ndumba, Dongo-Ndjomba e Dongo-Mucuio, incluindo a construção de, pelo menos, oito pontões nas respectivas vias.

Acções de impacto social


A circulação do comboio, na linha entre o entrocamento-Tchamutete e Carvalhas-Jamba, a reparação de dois geradores, fontes de energia nas sedes comunais do Dongo e Cassinga/Tchamutete são outras acções que devem ser concretizadas.
A conclusão da construção de seis salas de aulas na comuna do Dongo, três no Vihongue, cinco na comuna de Tchamutete, assim como a conclusão de um posto de saúde e uma casa para os técnicos, nas localidades de Mupopo e Mutiapulo, são outras realizações em curso, que vão contribuir para a melhoria da qualidade de vida das populações.
Miguel Cassela referiu-se ainda à manutenção e reparação de pequenos sistemas de água avariados, bem como a rede de captação, tratamento e distribuição de água nas sedes comunais do Dongo e Cassinga/Tchamutete.
A conclusão das obras da segunda fase do sistema de captação, tratamento e distribuição de água na sede municipal da Jamba e o fornecimento de energia e água às populações são prioridades, bem como o fornecimento de seis juntas de tracção animal à comunidade. O administrador municipal da Jamba  disse que do conjunto de acções acima referidas, apesar de alguma incerteza na homologação de despesas a favor dos fornecedores de bens e serviços, é possível, antes da data das eleições, inaugurar cinco salas de aulas em Tchamutete, com a ampliação da escola existente.
Está igualmente prevista a abertura de cinco casas evolutivas na povoação de Cassinga, um posto de saúde e uma casa para os técnicos no Mutiapulo, comuna de Cassinga, um posto de saúde e uma residência para os quadros, na aldeia do Mupopo, comuna sede da Jamba, uma escola de três salas e uma habitação para os técnicos na aldeia do Vihongue, comuna sede, e quatro sistemas de água com painéis solares nas localidades de Thamutete, Mutiapulo, Mupopo e Ndumba.
O governador provincial da Huíla, João Marcelino Tyipinge, pediu à população a denunciar os cidadãos que tentarem vandalizar a tubagem.
Explicou que o trabalho em curso visa essencialmente o bem-estar local, não se admitindo que populares, ainda por identificar, destruam as infraestruturas em execução.
João Marcelino Tyipinge esclareceu que, no município da Jamba foram inauguradas várias obras de impacto social. O governador da Huíla salientou que o comboio já circula na Jamba e nos próximos tempos a locomotiva vai chegar à comuna de Tchamutete, para facilitar a circulação de pessoas e bens, sem constrangimentos.
Reconheceu que, além do trabalho feito, existem ainda outras acções por realizar e o Governo vai continuar a cumprir a sua missão de trabalhar em prol do bem-estar das populações.

Tempo

Multimédia