Províncias

Nados mortos abandonados por familiares

Nados mortos têm sido abandonados pelas mães na morgue da Maternidade Central do Lubango Irene Neto, denunciou a chefe dos serviços de enfermagem daquela  instituição da Huíla.

Bebés vivos também são abandonados
Fotografia: M.Machangongo

Judite Tchifeca disse que os casos, considerados preocupantes, se verificam normalmente em mães adolescentes, que se furtam à responsabilidade de dar um enterro condigno aos filhos.
Só no mês de Abril, foram registados três nados mortos, tendo sido a administração e a maternidade a responsabilizar-se pelos funerais.
Além de crianças que nascem mortas, Judite Tchifeca disse que tem havido o abandono de crianças vivas. Estas costumam ser entregues a lares de acolhimento. />A técnica acrescentou que “certas pessoas abandonam o hospital como se nada tivesse acontecido, numa atitude de irresponsabilidade e de desrespeito à vida”. 
Judith Tchifeca sublinhou que, para desencorajar estes actos, têm sido realizadas regularmente palestras durante as consultas pré-natais no sentido de incutir nas gestantes maior responsabilidade.
A Maternidade Irene Neto tem capacidade para internar 195 pacientes, estando a atender diariamente, em média, 150 pessoas.

Tempo

Multimédia