Províncias

Nova estação de tratamento de água melhora abastecimento na Chibia

Arão Martins | Lubango

A água consumida por mais de dez mil pessoas que vivem na sede municipal da Chibia é de melhor qualidade a partir de agora, com a construção da nova estação de tratamento.

O governo da província canalisou somas que permitem criar uma base de abastecimento de água com níveis superiores
Fotografia: Jornal de Angola

A água consumida por mais de dez mil pessoas que vivem na sede municipal da Chibia é de melhor qualidade a partir de agora, com a construção da nova estação de tratamento.
O governador provincial da Huíla, Isaac Maria dos Anjos, fez o lançamento da primeira pedra.
A obra do novo sistema de tratamento de água potável para a sede do município da Chibia, 45 quilómetros a sul da cidade do Lubango, inserida no quadro do programa “Agua para todos”, é da responsabilidade da empresa Sul Engenharia.
O director provincial das Águas na Huíla, Abel João da Costa, informou, no acto do lançamento da primeira pedra, que a obra dura quatro meses e permitiu a criação de 15 novos postos de trabalho.
No município da Chibia já existe uma estação de tratamento de água potável que beneficia sete mil populares. O sistema foi construído em 2000 e hoje não satisfaz as exigências.
O director precisou que no quadro do programa “Água para todos”, o governo canalizou valores que permitem criar uma base de abastecimento de água com níveis superiores.
A administradora municipal da Chibia disse que o abastecimento de água potável às comunidades residentes nas localidades de Santa Filomena, Nolata e Capunda Cavilongo melhorou bastante.
A melhoria do abastecimento de água potável foi possível graças à inauguração de três novos sistemas de produção e distribuição, acrescentou. No ano findo, esclareceu, a administração municipal concretizou vários programas com a locação de 214 milhões de kwanzas em acções sociais, tais como construção de postos de saúde, escolas, moradias para os técnicos nas comunas do Jau, Quihita, Capunda Cavilongo e sede comunal da Chibia.
Com o programa integrado de desenvolvimento Rural e Combate à Pobreza,  a Administração Municipal da Chibia reabilitou ainda as vias de acesso, cemitério municipal e o centro municipal de saúde, proporcionando novos serviços sociais às populações.
“A construção de escolas, postos de saúde e residências para os técnicos, a manutenção de algumas vias terciárias e principalmente a promoção da campanha agropecuária como base da sustentação das comunidades, foram as áreas que mais atenção mereceram no município”, disse.
Para o ano 2012, Otília Noloti assegurou que as acções são as mesmas e disse que no domínio do combate à pobreza o programa é abrangente. “O que se faz na sede do município é o que se leva nas diferentes comunas”, esclareceu.
O programa de fomento do Comércio Rural está também a ser seguido pelos populares.
A administradora acrescentou que mais de 300 pessoas já aderiram à acção.
“O programa já está desenhado. O quadro estratégico foi traçado, o que é positivo para o programa de Combate à Fome e à Pobreza”, concluiu a administradora municipal da Chibia.

Tempo

Multimédia