Províncias

Nova estrada é aberta no Lubango

Arão Martins | Lubango

Famílias desabrigadas na sequência dos trabalhos de abertura do prolongamento da rua que liga o bairro da Laje aos Laureanos, passando pela Praça João Paulo II, na cidade do Lubango, Huíla, têm moradias garantidas na centralidade da Eywa.

Famílias que construíram ao longo do prolongamento da rua vão receber novas moradias
Fotografia: Arão Martins


A garantia, que foi dada terça-feira pelo governador provincial da Huíla, João Marcelino Tyipinge, visa acomodar, numa primeira fase, dez famílias.
O governante informou que o processo de abertura da rua está a decorrer sem sobressaltos e as famílias abrangidas estão a colaborar. Afirmou que, com a conclusão dos trabalhos, o trânsito entre a zona da Senhora do Monte, Laje e os bairros Lucrécia, Dr. António Agostinho Neto, Laureanos, Santo António e não só, torna-se mais fluido.
João Marcelino Tyipinge afirmou que boa parte das famílias afectadas manifestaram o interesse de mudar de área de residência.
Adiantou que o processo é efectivado nos próximos dias, por estar em curso a conclusão do sistema de distribuição de água potável às residências a serem atribuídas às famílias, na centralidade da Eywa.
O governante esclareceu que o processo de desalojamento na área afectada abrange 200 famílias. Garantiu que o governo provincial vai construir o mesmo número de casas evolutivas na Eywa, para beneficiar outras famílias. “Vamos realizar obras na estrada. Numa primeira fase vão ser desalojadas cerca de dez famílias, já identificadas”, disse o governador, para acrescentar que outras serão contempladas na segunda fase.
As famílias que construíram ao longo do prolongamento da referida rua manifestaram-se satisfeitas com o cuidado que o governo está a ter, na criação de condições de habitabilidade.
O cidadão identificado apenas por João, um dos abrangidos, disse que o governo provincial, através da administração municipal do Lubango, está a criar condições condignas para realojar as famílias abrangidas no processo. Paulino Jamba, outro morador da mesma área, assegurou que a abertura da rua beneficia o povo, razão pela qual as famílias afectadas estão dispostas a mudar, desde que se criem condições de habitabilidade.
O governador provincial da Huíla, João Marcelino Tyipinge, esclareceu que a abertura da rua vai proporcionar um trânsito mais fluido. O governador provincial da Huíla manifestou-se igualmente satisfeito com as obras de abertura das ruas Hoje-Ya- Henda e Ferrovia.
João Marcelino Tyipinge disse que as obras decorrem a bom ritmo e brevemente estarão concluídas e vai beneficiar várias famílias.

Tempo

Multimédia