Províncias

Novas condutas de água ficam prontas em Abril

Domingos Mucuta | Lubango

As obras de reabilitação do sistema de distribuição de água, em curso na cidade do Lubango, ficam concluídas em Abril, anunciou ontem o director provincial do sector na Huíla.

Desenvolvimento dos recursos humanos do sector das águas está a ser analisado na Huíla
Fotografia: Domingos Mucuta| Lubango

Abel da Costa, que falava à margem do seminário regional sobre o desenvolvimento dos recursos humanos no sector das Águas, referiu que as obras, orçadas em 90 milhões de dólares, incluem a colocação de novas condutas, capazes de transportar grandes quantidades do produto. O director disse que as obras constam da segunda fase do projecto de reabilitação do sistema de abastecimento de águas ao Lubango.
A primeira etapa incidiu sobre a colocação de condutas estruturantes da estação de captação e tratamento da Tundavala até ao reservatório do bairro da Mapunda, numa distância de 11.500 metros. Abel da Costa disse que esta segunda etapa abrange a instalação de condutas de média e grande dimensão, que vão garantir a distribuição de água no centro da cidade. Em relação à terceira fase, o director disse que esta vai contemplar as zonas periféricas da cidade, incluindo as novas urbanizações, que surgem no município do Lubango.
A capital da Huíla está com cortes no fornecimento de água, devido à estiagem que afectou a província que causou a redução do lençol freático nas três captações que alimentam o sistema do Lubango.
O director referiu que as três captações produzem agora três mil metros cúbicos, quando são necessários 60 mil. Como alternativa, o Governo Provincial da Huíla disponibilizou seis camiões cisterna, que se juntam a outros no abastecimento de água nas zonas periféricas e locais de maior concentração.
A estação de captação e tratamento da Tundavala revela a inexistência de água e a fonte da Nossa Senhora do Monte está sobrecarregada, por ser a única, neste momento, com capacidade para atender as necessidades.

Tempo

Multimédia