Províncias

Novas habitações no Lubango

Arão Martins| Lubango

As comunas da Quilemba, Hoque, Arimba e Huíla, município do Lubango têm em construção bairros sociais. As obras começaram no início deo mês de Fevereiro e estão enquadradas no Programa de Combate à Pobreza. Para o êxito dos trabalhos, a Administração Municipal do Lubango investiu 140 milhões de kwanzas.

Além destes projectos o governo da província da Huíla tem programada a execução de algumas obras para benefício das populações
Fotografia: Arão Martins

As comunas da Quilemba, Hoque, Arimba e Huíla, município do Lubango têm em construção bairros sociais. As obras começaram no início deo mês de Fevereiro e estão enquadradas no Programa de Combate à Pobreza. Para o êxito dos trabalhos, a Administração Municipal do Lubango investiu 140 milhões de kwanzas.
O município do Lubango nos últimos anos tem estado a beneficiar de várias infra-estruturas socioeconómicas com destaque para escolas, centros e postos médicos e habitações para os quadros técnicos.
No decurso de 2012, além de escolas e postos de saúde, também decorrem as obras de construção de casas nas comunas do Lubango, o que vai proporcionar uma habitação digna aos beneficiários.
Outros projectos do Programa Municipal de Desenvolvimento Rural e Combate à Pobreza no município do Lubango estão em curso com destaque para habitações sociais. Este ano, vão ser abertos furos de água em diversas localidades do município do Lubango, no quadro do Programa Água para Todos”, o que proporciona uma vida saudável à população.
Para além destes projectos, o Governo Provincial, através do Programa de Investimentos Públicos, também vai executar algumas obras para benefício das populações.A responsável do gabinete de estudos e planeamento da Administração Municipal do Lubango, Margarida Acácio, informou que o Programa de Combate à Pobreza prevê ainda a execução de várias obras sociais. Muitas empresas de construção civil estão envolvidas nas empreitadas. Exemplificou que no caso das habitações sociais, para o sucesso das obras, a Administração Municipal do Lubango vai gastar 140 milhões de kwanzas. Estão envolvidas as empresas de construção civil Topo de Gama, Orcalves e Marafashion.As habitações, disse Margarida Acácio, também vão alojar quadros da administração do Estado e professores das comunas do Lubango.
O programa contempla ainda o acabamento das obras de construção do cemitério do Mutundo, um centro para cegos e obras sociais na comuna do Hoque.
A responsável do gabinete do plano da Administração Municipal do Lubango esclareceu que estão criadas as condições para que no prazo de 130 dias as casas sejam entregues às administrações comunais.

Tempo

Multimédia