Províncias

Novas pontes no Chipindo activam trocas comerciais

Arão Martins |Lubango

Os trabalhos de colocação de duas pontes metálicas sobre os rios Cusso e Cuengue estão prontos em Dezembro, disse, ontem, ao Jornal de Angola, o director do Instituto Nacional de Estradas de Angola (INEA) na Huíla.

Pontes de madeira estão a ser substituídas por outras metálicas na província da Huíla
Fotografia: Arão Martins | Lubango

Os trabalhos de colocação de duas pontes metálicas sobre os rios Cusso e Cuengue estão prontos em Dezembro, disse, ontem, ao Jornal de Angola, o director do Instituto Nacional de Estradas de Angola (INEA) na Huíla. 
 Florenço Teófilo afirmou que o governo provincial adquiriu pontes metálicas, que vão substituir as de madeira, proporcionando mais segurança na circulação de pessoas e de viaturas do município do Chipindo.  Este ano, o governo provincial criou programas de reposição de pontes nas estradas intermunicipais, referiu, citando como exemplos a da estrada que liga Caluquembe a Caconda e outra no município da Chibia.
O administrador municipal de Chipindo lembrou que a reposição das pontes sobre os rios Cusso e Cuengue vai permitir a circulação normal de pessoas e de bens.
 As pontes antigas, recordou também, eram de pau, o que criava grandes dificuldades na circulação, sobretudo na época chuvosa.
 Daniel Salupassa referiu, igualmente, que a circulação entre os municípios de Chipindo, na Huíla, e da Caála, no Huambo, proporciona melhores condições de vida às populações devido à maior dinâmica nas trocas comerciais.

Tempo

Multimédia