Províncias

Novo aterro sanitário alivia volume de lixo

André Amaro | Lubango

Um aterro sanitário para depósito de grandes quantidades de resíduos sólidos está em fase de conclusão na localidade do Mutundo, arredores da cidade do Lubango, para melhorar o saneamento básico e diminuir os volumes de lixo no centro da capital da província.

Um aterro sanitário para depósito de grandes quantidades de resíduos sólidos está em fase de conclusão na localidade do Mutundo, arredores da cidade do Lubango, para melhorar o saneamento básico e diminuir os volumes de lixo no centro da capital da província.
A construção do aterro sanitário está orçada em mais de 26 milhões de kwanzas e faz parte do Programa de Investimentos Públicos (PIP). Erguido pela empresa angolana Tuamutungo, num período de 70 dias, tem forma quadrada, com 100 metros de lado e dez de altura. A sua construção foi precedida de estudo sobre o impacto ambiental.
O governador da Huíla, Isaac dos Anjos, efectuou recentemente uma visita ao empreendimento para constatar o seu nível de execução e avaliar até que ponto está a observar todos os parâmetros, sobretudo em relação ao ambiente.
O encarregado de obras da Tuamutungo, Jorge Amaral, disse que as obras estão na fase final e decorrem actualmente trabalhos de terraplenagem para melhorar o acesso dos camiões, tendo em conta a proximidade das chuvas.
Jorge Amaral avançou que o aterro sanitário foi construído levando em consideração rigorosos padrões internacionais. “Este aterro sanitário está projectado para assegurar o depósito dos resíduos sólidos produzidos a nível da cidade do Lubango pelo período de um ano, sem qualquer problema.”
O encarregado sublinhou que o mesmo está situado distante das residências e que “à medida que os camiões forem depositando o lixo, haverá uma máquina a efectuar o enterro para evitar a poluição do ar e dos solos ou cursos de rios”.
Para Jorge Amaral, os aterros sanitários trazem grandes vantagens para as cidades com grande crescimento económico, como o Lubango, sobretudo na melhoria do seu saneamento básico.

Tempo

Multimédia