Províncias

Novo horário acelera emissão de documentos

André Amaro | Lubango

O novo horário, que vai das 7h30 às 20 horas, em curso desde quarta-feira na província da Huíla para as Conservatórias, Serviços Notariais e de Identificação Civil e de Registo Criminal está a acelerar e emissão de documentos.

Tratar do BI na Huíla ficou mais fácil
Fotografia: Arimateia Baptista|Lubango

O novo horário, que vai das 7h30 às 20 horas, em curso desde quarta-feira na província da Huíla para as Conservatórias, Serviços Notariais e de Identificação Civil e de Registo Criminal está a acelerar e emissão de documentos.
O responsável da comissão de gestão dos Serviços de Identificação da Huíla, António de Melo, disse que o novo horário foi estabelecido para fazer face às enchentes que se registavam e assim facilitar os cidadãos para tratarem os seus documentos sem grandes percas de tempo.
António de Melo explicou que em função da especificidade dos trabalhos foram criados dois turnos, o primeiro que vai das 7h30 às 13h30 e o segundo das 13h30 às 20 horas, para permitir atender o maior número possível de cidadãos.
O mesmo responsável explicou que a o sector da Identificação atendia em média, por dia, 300 cidadãos para tratarem o Bilhete de Identidade e o Registo Criminal.
Com a entrada em funcionamento do novo horário, o número vai aumentar para 500.
A cidadã Rita Jónio disse que o novo horário permite ter acesso aos serviços de identificação com maior facilidade, pois agora não é preciso acordar cedo para marcar um lugar na fila, nem aguardar muito para ser atendida.
Rita Jónio disse que já tentou tratar o BI por duas vezes no ano passado, mas devido às enchentes e ao tempo de demora teve que desistir.
Comerciante, Rita Jónio, que tratou o seu bilhete na quinta-feira, reconheceu que o novo horário é bem vindo porque chegou ás 7 horas e às 9 já tinha sido atendida, sem ter que deixar de vender os seus produtos no mercado do Mutundo.
O funcionário público João Tavares aproveitou o novo horário para uma dispensa de poucas horas no serviço para averbar o seu BI como casado, uma tarefa que vinha adiando. Desta vez foi tudo fácil e levou “pouco tempo”.
Para a obtenção do Bilhete de Identidade ou Registo Criminal, o cidadão deve apresentar o Assento de Nascimento e Certidão Narrativa e paga apenas 470 kwanzas pelo serviço.

Tempo

Multimédia