Províncias

Novo Politécnico com muitas vagas

Arão Martins| Lubango

As aulas no Instituto Superior Politécnico da Huíla, na comuna da Arimba, arredores da cidade do Lubango, arrancam em Março próximo, no seu primeiro ano académico, com 800 vagas, disse ao Jornal de Angola o director-geral adjunto da instituição.

Fachada do Instituto que abre o seu primeiro ano académico desde a sua inauguração
Fotografia: Arimateia Baptista| Huíla

As aulas no Instituto Superior Politécnico da Huíla, na comuna da Arimba, arredores da cidade do Lubango, arrancam em Março próximo, no seu primeiro ano académico, com 800 vagas, disse ao Jornal de Angola o director-geral adjunto da instituição.
Castilho Cacumba disse que dos 17 cursos inicialmente previstos, a instituição arranca, no seu primeiro ano lectivo, com apenas oito, nos períodos diurno e nocturno, admitindo estarem assegurados 100 vagas para os cursos de engenharia nas áreas de Agronomia, Computação, Construção Civil, Geologia, Informática, Mecânica, Minas e Zooveterinaria.
Construído de raiz e inaugurado no ano passado, no quadro do programa de Expansão do Ensino Superior, a instituição está integrada na 6ª Região Académica da Universidade Mandume Ya Ndemufayo e abre as portas pela primeira vez. O instituto dispõe de condições técnicas.
O Instituto Superior Politécnico da Huíla (ISPH), referiu, é uma das unidades orgânicas, formativas e públicas, da Universidade Mandume Ya Ndemufayo, que tem como missão principal a formação de engenheiros.
O director-geral adjunto do instituto precisou que a instituição já trabalha no processo de preparação dos exames de acesso para o ano académico 2013 e lembrou que o processo de inscrição de candidatos começa a 14 de Janeiro e vai até ao dia 1 de Fevereiro.
“Reservamos três dias para os exames de acesso que estão previstos para os dias 11 e 14 de Fevereiro, enquanto a publicação de resultados dos exames será no dia 6 de Fevereiro, seguido das reclamações. Os que eventualmente forem admitidos deverão fazer as matrículas a partir de 26 de Fevereiro até ao dia 1 de Março”, disse.
A abertura do ano académico 2013 está prevista para o dia 4 de Março. A direcção do instituto tudo faz para que o início da sua actividade decorra com normalidade.

Candidatos a docentes

O director-geral adjunto para a área académica, Castilho Cacumba, assegurou que ao longo do ano passado, com a inauguração da instituição, foram apresentadas candidaturas de docentes angolanos e cubanos para o preenchimento de vagas existentes.
A direcção da instituição, sublinhou o responsável, em colaboração com organismos afins, está a avaliar os processos dos candidatos, quer dos nacionais quer dos de professores estrangeiros, no quadro da cooperação existente na área técnica e científica.
O Instituto Superior Politécnico da Huíla foi implantado numa área de 10 hectares e dispõe de 23 salas, 20 gabinetes, um auditório com capacidade para 120 pessoas, parque de estacionamento, campo polivalente, biblioteca central, ginásio e laboratório.
 Acrescentou que, a par do número de salas existentes, tendo em conta a superfície existente, o governo provincial da Huíla promete construir mais 20 salas.

Acesso abrangente


O acesso ao Instituto Superior Politécnico da Huíla é abrangente a toda camada juvenil, desde que cumpram com os parâmetros estabelecidos pelo regulamento.  Castilho Cacumba explicou que não há preferências em qualquer tipo de exame de acesso ao ensino superior, esclarecendo que a instituição está aberta para todos aqueles que queiram ou procurem acções de formação ao nível do ensino superior.
“Uma das metas do Executivo é combater as diferenças existentes entre várias regiões, eliminar as assimetrias regionais ou desvantagens socioeconómicas”, disse, daí a forte aposta no ensino e na criação dos institutos politécnicos. Informou existirem candidatos que se inscreveram no ano passado.
 Para esses casos, Castilho Cacumba esclareceu que os abrangidos deverão, na altura das inscrições, definir apenas as opções a serem preferidas e qual dos dois regimes. A abertura do Instituto Superior Politécnico da Huíla, no ano académico 2013, está a ser vivamente aplaudida pelos jovens e académicos.
Xavier Cassabalo, estudante do Instituto Superior de Ciências da Educação (ISCED) na Huíla, disse que com a abertura do Instituto Superior Politécnico, novas oportunidades e opções se abrem para a camada estudantil.
Referiu que têm sido frequentes os relatos das autoridades locais de que a média anual de candidatos que pretendem ingressar ao ensino superior ronda acima de 20 mil solicitações.
Face à exiguidade de vagas para o ensino superior, muitos jovens têm ficado sem estudar.
Com a abertura do Instituto Superior Politécnico da Huíla, novas oportunidades se abrem para os jovens darem sequência aos estudos.
Hildo Espinha é candidato ao Instituto Superior Politécnico. Para ele, a entrada em funcionamento da instituição vai, além de criar oportunidade de estudar, trazer igualmente benefícios para a comuna da Arimba.
Para Constância Muhepa, tem sido notável a preocupação do Executivo em criar condições de estudo em vários níveis de ensino em várias províncias.
A abertura do novo Instituto Superior Politécnico é uma demonstração do que tem sido feito.
Com os programas de expansão do ensino, gizado pelo Executivo, foram implantadas a nível da província da Huíla novos Institutos Médios. Com isso, vários jovens ter­minam o nível médio e aumenta a procura pelo ensino superior. Com a expansão do ensino superior na província da Huíla novas oportunidades se abrem, para gáudio das populações.

Tempo

Multimédia