Províncias

Novos autocarros melhoram a mobilidade no Lubango

Estanislau Costa|Lubango

A injecção de mais 21 autocarros novos na rede de transportes públicos, no casco urbano da cidade do Lubango, melhorou substancialmente a locomoção dos habitantes locais nas principais artérias, onde ja circulavam 14.

Frota de autocarros no casco urbano da Huíla é reforçada com mais 21 veículos novos

Os veículos, equipados com ar condicionado, sinalizadores, acessórios para a mobilidade de deficientes, estão a ser geridos pelas operadoras Paufil, Orcalves e a Cooperativa dos Empresários do Sector dos Transportes Rodoviários da Huíla , que adquiriram os meios em sistema de crédito . 

A directora do Gabinete Provincial dos Transportes, Tráfego e Mobilidade Urbana, Gracinda Gonçalves, disse ao Jornal de Angola que a entrega de autocarros públicos a operadores privados de transportes faz parte do Projecto Transporte Urbano Regular de Passageiros (TURP), em curso na província há quadro meses.
“O período experimental da implementação do projecto foi, essencialmente, para a definição e avaliação dos locais das paragens, mapeamento, análise e definição dos principais utentes, teste do sistema do controlo da circulação dos autocarros nos cincos pontos principais da cidade”, disse Gracinda Gonçalves, acrescentado que a frota de autocarros na província ainda é insuficiente para atender às necessidades dos habitantes.
“Para se cobrir as necessidades de mobilidade dos habitantes do Lubango que utilizam os transportes públicos são necessários 52 autocarros, tendo em conta que a cidade tem cerca de um milhão de pessoas”.

Opinião das operadoras

O gerente da operadora Orcalves, Orlando Alves, contemplado com quatro autocarros, enalteceu a iniciativa do Executivo de injectar mais autocarros no circuito rodoviário.
“Vamos cuidar os meios e transportar um número considerável de passageiros pelas artérias da cidade , disse, apelando ao Ministério dos Transportes para definir “com urgência” o preço dos autocarros.
Para o responsável da Paufil, Paulo Domingos, a circulação de autocarros em estradas do Lubango é o retrato de que o Executivo está atendo as principais preocupações das populações. Estão definidas cinco rotas com destaque para Arco-Íris/Mutundo, Arco-Íris/Tchioco, Arco-Íris/Centralidade da Quilemba, Arco-Íres/Mercado do Rio Nangombe e Tchioco/Mutundo ao preço de 100 Kwanzas.
Portadores de deficiências
Os novos autocarros estão adaptados também para transportar comodamente portadores de deficiências que utilizam cadeiras de rodas.
Francisco Manuel, 41 anos, que se locomove numa cadeira de rodas desde os 14 anos, diz que “está agora mais descansado” por ir ao mercado paralelo do Mutundo, onde desenvolve a profissão de sapateiro sem difciuldades s. “Antes passava por constrangimentos para ir trabalhar, agora com, os novos autocarros, tenho a vida facilitada”, disse.

Tempo

Multimédia