Províncias

Obras da estrada Matala-Cuvango ficam concluídas no próximo mês

Arão Martins | Cuvango

As obras de reabilitação da estrada nacional 280, entre o município da Matala e o rio Cutato, na província da Huíla, num percurso de 169 quilómetros, vão estar concluídas em finais do mês de Agosto.

A via já está asfaltada até à província do Kuando-Kubango na comuna do Cutato faltando um pedaço do troço
Fotografia: José Bule

As obras de reabilitação da estrada nacional 280, entre o município da Matala e o rio Cutato, na província da Huíla, num percurso de 169 quilómetros, vão estar concluídas em finais do mês de Agosto.
O director regional da empreiteira, Aerovia/CRBC, Gonçalves Domingos, disse que a reabilitação da estrada entre a Matala e o Cuvango, com 142 quilómetros, e a construção do troço Cuvango e o rio Cutato, numa distância de 27 quilómetros, estão concluídos em 98 por cento.A estrada tem duas faixas de rodagem de 3,25 metros, bermas de um metro e passeios nas zonas urbanas de dois metros. A obra custou 124.951.000 dólares norte-americanos. Os trabalhos de reabilitação tiveram início em Agosto de 2007.
Gonçalves Domingos referiu ainda que estão em curso a finalização dos acessos às pontes, a marcação rodoviária, a colocação da sinalização vertical e reflectores de pavimento, bem como a implantação de postes quilométricos.
O director regional da empreiteira acrescentou que, por enquanto, não estão incluídas a construção de pontes e a pavimentação adicional nos municípios da Matala e do Cuvango, assim como da comuna do Dongo, município da Jamba.
Gonçalves Domingos confirmou que a via se encontra pavimentada em quase toda a sua extensão, excepto nas aproximações de algumas pontes.
O director regional da empreiteira salientou que as obras de construção das pontes sobre o rio Colui e Cutato vão ser concluídas após a finalização dos trabalhos da referida estrada.

Projecto alterado

Entretanto, a programação dos trabalhos entre o município do Cuvango, na Huíla e Menongue, no Kuando-Kubango, sofreu alteração.A reabilitação de 319 quilómetros, prevista no contrato de adjudicação, restringe-se agora ao troço de 169 quilómetros entre a Matala e o rio Cutato.
A estrada já está asfaltada até à província do Kuando-Kubango, na comuna do Cutato. A realização da obra vai contribuir para o desenvolvimento da região, reconheceu o administrador municipal do Cuvango, João Hifililua.
Anteriormente, a circulação rodoviária entre o Cuvango e a Matala durava dez horas. Actualmente, o trajecto é percorrido em duas horas.

Tempo

Multimédia