Províncias

Obras de barragens entre as prioridades

A conclusão da construção de barragens de contenção de água nos municípios dos Gambos, Chibia e Lubango, para mitigar os efeitos da seca, cujas obras tiverem início em 2014 e paralisadas pelo actual contexto económico do país, constam das prioridades do governador da Huíla, Marcelino Tyipinge, reconduzido ao cargo.

O facto foi anunciado no fim-de-semana, no Lubango, pelo governador provincial, afirmando tratar-se das barragens da Embala do Rei dos Gambos, no Combo (na comuna da Quihita), sobre o rio Caculuvale, no Lubango, e a micro turbina hidro-eléctrica de Chicomba.
Afirmou que o objectivo desses investimentos é melhorar o fornecimento de água no meio rural, tanto para a agricultura como para o gado, fazendo face aos efeitos da seca, que tem estado a assolar a região. Fez saber que existem outras acções para coordenar com a agricultura, como a recuperação de outras barragens no interior da Huíla, que estão na eminência do colapso total, se não forem intervencionadas.
“A agricultura familiar e de grande escala estarão entre as nossas prioridades, mas na responsabilidade do sector privado, onde a indústria será um complemento para permitir a transformação dos produtos do campo e não só”, realçou.
Marcelino Tyipinge afirmou que no sector da Educação se provê a conclusão das obras das escolas, ao passo que no da Saúde vai ser dada atenção especial à finalização do hospital pediátrico e à maternidade na zona da Eywa, bem como ao equipamento dos hospitais.

Tempo

Multimédia