Províncias

Obras de expansão da rede a bom ritmo

Arão Martins|Lubango

Mais de 20 mil novas ligações domiciliares, em benefício de 30 mil famílias, vão ser efectuadas, assim que forem concluídas as obras de expansão da rede de distribuição em áreas periurbanas da cidade do Lubango.

Expansão da rede de água continua a ser aposta do Governo
Fotografia: Edições Novembro

O projecto, que compreende a construção de 140 quilómetros de rede de distribuição de água e de 20.000 ligações domiciliares, é financiado pelo Banco Mundial. O governador provincial da Huíla, João Marcelino Tyipinge, foi ver o andamento das obras. No local, o director provincial de Energia e Águas da Huíla, Abel João da Costa, explicou que o projecto, orçado em 2,1 mil milhões de kwanzas, será executado em 24 meses. Referiu que do contracto firmado com a empreiteira abarca a instalação de 140 quilómetros da rede de distribuição, onde vão ser intervencionados os bairros 14 de Abril (Benfica), Patrice Lumumba (Machiqueira), Comandante Dack-Doy (Santo António), parte do bairro Ferrovia, Dr. Agostinho Neto, Mapunda, e Comandante Cow-boy (Calumbiro).
No bairro Patrice Lumumba, prevê-se a colocação de 23.3 quilómetros de rede de distribuição e já foram executados 14.7 quilómetros. Pretende-se efectuar 2.417 ligações domiciliárias.Na área do Santo António, está previsto construir 22.8 quilómetros de rede de distribuição, sendo que 30 por cento já foram executados, restando apenas 16.2 quilómetros.
Abel João da Costa reconhece tratar-se de uma nova era, não só para a população da cidade do Lubango, mas também para a de outras localidades. “Acções do género também estão a ser efectuadas na sede municipal da Jamba e Cacula, mas é na cidade do Lubango onde  se está a realizar um trabalho de vulto.” No Lubango, já está a ser ensaiado um  sistema para levar água a 4.600 domicílios.

Tempo

Multimédia