Províncias

Orçamento do Hospital Central é insuficiente

O Hospital Central do Lubango necessita mensalmente de cerca 500 milhões de kwanzas, para assistência médica e medicamentosa aos pacientes  e outras despesas correntes, disse à Angop  o director da instituição, Paulo Kassanga.

Fotografia: DR

O responsável sublinhou que por mês a unidade hospitalar recepciona do Gabinete  do Planeamento e Estatística do Governo Provincial uma quantia que oscila entre 20 a 81 milhões de Kwanzas, “mas é  insuficiente para as necessidades”.
Paulo Kassanga  afirmou que com cerca de 500 milhões de kwanzas,  o hospital pode adquirir os medicamentos essenciais,  prestar assistência aos doentes  nas mais diversas especialidades e recuperar os equipamentos que estão inoperantes. A unidade hospitalar acumula uma dívida de 20 milhões de kwanzas, por causa da aquisição de produtos e de serviços a mais de 50 empresas nacionais e estrangeiras. Devido a essa situação muitos fornecedores deixaram de entregar  medicamentos e outros produtos ao hospital , o que fez diminuir  em 15 por cento, a capacidade de cobertura de algumas especialidades.
Segundo  Paulo Kassanga, “os exíguos recursos” que o hospital recebe servem apenas para pagamentos de salários e às empresas que garantem o serviço de cozinha, segurança, limpeza e de manutenção.
O hospital , que tem capacidade para 523 camas, conta com um corpo clínico de 81 técnicos, entre médicos e enfermeiros.

Tempo

Multimédia