Províncias

Pacotes turísticos na Huíla devem ser mais atraentes

Estanislau Costa | Lubango

Os pacotes turísticos internos devem ser mais atraentes e com preços acessíveis para aumentar a frequência de visitantes nacionais e estrangeiros aos diversos encantos da província da Huíla.

Responsáveis do sector do Turismo apelam às entidades empresariais públicas e privadas para diversificarem e explorarem mais as potencialidades de cada região
Fotografia: Arimateia Babtista

A afirmação é do director nacional das Actividades Turísticas, Januário Marra, que falava à margem da inauguração da agência de viagens "Vivo Tours", na cidade do Lubango, tendo apelado aos operadores de turismo a inovar e diversificar as propostas de roteiro turístico.
Januário Marra considerou a província da Huíla como promissora e rentável em hotelaria e turismo, fruto dos investimentos realizados e em curso, assim como por possuir uma das sete maravilhas do país, a Fenda da Tundavala. O turismo interno permite aos cidadãos nacionais e de outros pontos do mundo conhecer e usufruir das belas paisagens naturais, praias com cenários apreciáveis, rios e cultura diversificada das regiões.
O director nacional disse que a opção pelo uso das estradas é favorável ao conhecimento profundo das paisagens do país e inteirar-se dos hábitos e costumes dos povos, tendo referido que as vias estão boas para viagens cómodas e tranquilas.
A dedicação e empenho das agências de viagens, promotores e agentes de turismo favorecem e aumentam o número de turistas, assim como estimulam o turismo social nacional, que deve englobar os jovens, idosos, antigos combatentes e outros segmentos da população.
A inauguração da agência de turismo no Lubango foi prestigiada igualmente pelo secretário de Estado do Turismo, Alfredo Kaputo.

Tempo

Multimédia