Províncias

Pessoas com deficiência exercem ofícios

Arão Martins | Lubango

O Centro de Referência para Pessoas Portadoras de Deficiência e Deficientes de guerra (Elavoko), na Huíla, inseriu, até à primeira quinzena de Abril, 870 indivíduos em 12 cooperativas, no quadro da política de inclusão do Governo.

O ministro da Assistência e Reinserção Social (segundo à direita) visitou o centro Elavoco e disse ter ficado satisfeito com o que viu
Fotografia: Arimateia Baptista | Lubango

Pólo Tchivelavela, responsável do centro, disse que foram inseridos em cooperativas de moto táxi, venda de refrigerante e produtos diversos, serralharia, sapataria, engraxadores entre outras, o que melhorou a qualidade de vida destas pessoas e seus dependentes.
Das quatro cooperativas de moto táxi, duas situam-se no município sede da Huíla, na cidade do Lubango, uma na Matala e outra no Quipungo. Foi ainda criada uma cooperativa agropecuária na comuna do Sendi, município de Quipungo, duas de serralharia e uma de sapataria e engraxadores.
Com a criação do Centro, foram inseridos no sistema de ensino 53 pessoas em duas salas de alfabetização, e dada formação profissional a 81, nos cursos de informática, electricidade, corte e costura, serralharia, culinária, decoração e mecânica. O ministro da Assistência e Reinserção Social afirmou a sua satisfação pelos ganhos conseguidos com a criação do Elavoko. João Baptista Kussumua, que visitou o Centro, esclareceu que no início se previam muitas dificuldades, mas os ganhos são positivos.
Além disso, considerou que o Governo Provincial da Huíla, através da direcção local da Assistência e Reinserção Social, conseguiu interpretar perfeitamente o sentido da importância de se ajudar as pessoas vulneráveis.
Os resultados alcançados surpreendem pela positiva, salientou o ministro. “Fiquei muito satisfeito com os resultados encontrados. Vamos organizar melhor os próximos apoios, para alargarmos o número de beneficiários”, prometeu o ministro João Baptista Kussumua. Pediu, ainda, à direcção para apresentar os resultados de avaliação, ao mesmo tempo que realçou as contrariedades encontradas na concretização do projecto e os caminhos que devem ser seguidos para se superar as dificuldades.

Tempo

Multimédia