Províncias

Plano de desenvolvimento da província apresentado à imprensa e sociedade civil

Arão Martins | Lubango

A proposta do Plano de Desenvolvimento da província da Huíla, que contempla na sua carteira de investimentos 545 projectos, estimados em 525 mil milhões de kwanzas, foi apresentada no Lubango.

Isaac dos Anjos considerou normal e razoável pensar numa recondução do Orçamento Geral do Estado para o exercício do próximo ano
Fotografia: Arimateia Baptista | Lubango

A proposta do Plano de Desenvolvimento da província da Huíla, que contempla na sua carteira de investimentos 545 projectos, estimados em 525 mil milhões de kwanzas, foi apresentada no Lubango.
O governador provincial da Huíla, Isaac dos Anjos, esclareceu que o programa de médio prazo de 2013 a 2017 surge num contexto novo de planeamento económico e social do país, marcado por preocupações de carácter estratégico e que permite a integração e complementaridade de projectos.
A província da Huíla tem vindo progressivamente a melhorar os níveis de vida da população rural e urbana, fomentado o acesso a bens e serviços universais como são os casos da saúde, educação e desporto. 
Isaac dos Anjos informou que dos programas estruturados, 244 se destinam a projectos sociais, estimados em 153 mil milhões de kwanzas, e 301 económicos no valor de 370 mil milhões de kwanzas.
O governador considerou normal e razoável pensar numa recondução do Orçamento Geral do Estado para o exercício 2013 e então encontrar um novo governo a uma condição básica criada para, no prazo de 100 dias, iniciar a apresentação do seu programa do governo.
“O trabalho que apresentamos resulta de uma convocatória, através da criação de uma comissão provincial composta por 123 técnicos de vários ramos de actividade da província, envolvendo o sector público e privado, para proceder à actualização do plano de desenvolvimento económico e social da província, nos próximos cinco anos”, referiu Isaac dos Anjos.
Para a efectivação do plano, referiu, foram levados em conta princípios fundamentais do exercício 2008/2012 porque, sublinhou o governador da Huíla, esse período foi marcado por uma crise económica financeira internacional que afectou a reserva do Estado e também a execução do próprio plano do governo.
Baseando-se no diagnóstico da situação actual e das capacidades financeiras e humanas que a província dispõe, Isaac dos Anjos confirmou a identificação de 545 projectos novos, incluído o que foi aprovado no final do mês de Dezembro de 2011 e que se encontram publicados em Diário da República de 9 de Janeiro de 2012.
Isaac dos Anjos reconheceu que o exercício das actividades não foi considerado inteiramente pacífico durante os últimos quatro anos.

Tempo

Multimédia