Províncias

Plantas medicinais e suas aplicações abordadas na Huíla

Arão Martins | Lubango

Terapeutas das províncias da Huíla, Namibe, Cunene, Cuando Cubango, Malanje e Luanda participam desde ontem, na cidade do Lubango, num curso básico sobre aplicação correcta de plantas medicinais e produtos naturais, informou o coordenador regional do Instituto Provincial de Medicina Natural e Tradicional na Huíla.

Miguel Catengue explicou que a formação tem a duração de 13 meses e nela participam também pessoas licenciadas e bacharéis formados em bioquímica.
“O curso é uma iniciativa da Câmara Profissional Nacional dos Terapeutas de Medicina Tradicional, Natural, Alternativa não Convencional em Angola, em conjunto com a direcção regional sul”.
A acção está enquadrada no programa de formação de quadros do Executivo angolano, na vertente da medicina natural tradicional e aplicação de plantas medicinais de forma correcta, disse o coordenador regional do Instituto Provincial de Medicina Natural e Tradicional na Huíla, que acrescentou:  “A medicina tradicional e natural já não pode ser praticada de forma empírica, por isso os governos provinciais e o Executivo têm gizado programas a favor da área”.
Psicotécnica, investigação patológica, psicologia, comunicação e anatomia são matérias  abordadas no curso básico sobre aplicação correcta de plantas medicinais e produtos naturais promovido pelo centro regional sul de medicina tradicional, na cidade do Lubango, segundo  o coordenador Miguel Catengue.

Tempo

Multimédia