Províncias

População sensibilizada a denunciar garimpeiros

Arão Martins | Huíla

O administrador municipal de Chipindo, província da Huíla, apelou aos habitantes da localidade de Tchiliva para denunciarem os forasteiros que chegam à região com o intuito de garimpar ouro, um mineral que existe em abundância na região.

Administrador muncipal de Chipindo (no centro) apelou à população e autoridades tradicionais a cooperarem com a Polícia
Fotografia: Arão Martins | Edições Novembro

Hélder Lourenço, que presidiu ao acto de lançamento da campanha de sensibilização à população para a protecção dos recursos minerais, disse que, os habitantes e as autoridades tradicionais locais devem comunicar às entidades competentes sempre que na comuna de Tchiliva estiverem pessoas estranhas que tentam aliciar os jovens para enveredarem pela actividade da exploração ilegal de ouro, em troca de motorizadas.

“Sabemos que algumas pessoas chegam a esta localidade para explorar ilegalmente o ouro na calada da noite e, sobretudo quando chove para não caírem na alçada da Polícia.
A população desta localidade não deve abraçar esta prática”, exortou.
Na presença de centenas de pessoas e dezenas de membros da Autoridade Tradicional, o administrador de Chipindo lembrou que “muitas famílias que tentavam explorar ilegalmente o ouro morreram em consequência do deslizamento de terras”, adiantando que 40 pessoas foram detidas nos últimos meses e encaminhadas às instâncias competentes, por tentarem esta prática.

População recebe inputs agrícolas

Na mesma ocasião , Hélder Lourenço entregou a famílias camponesas sementes, fertilizantes e instrumentos para o cultivo. “Estamos a entregar estes meios para incentivarmos a agricultura aqui em Chipindo”, sublinhou.
O soba António João lamentou por as famílias camponesas estarem a receber pouco apoio da Administração Municipal. “Se os camponeses recebessem apoios constantes estariam a produzir grandes quantidades de alimentos , pois a região tem terras aráveis”, frisou.
Ao visitar vários bairros com casas desabadas pelas fortes chuvas que se abatem na região, o administrador de Chipindo garantiu que o plano urbanístico em projecção no município vai conferir segurança de habitabilidade à população.

Tempo

Multimédia