Províncias

População com melhor assistência

Domingos Mucuta | Chibia

A assistência sanitária às populações do sector do Chaungo, no município da Chibia, vai melhorar substancialmente depois  da abertura ontem do posto de saúde na localidade.

Localidade tem agora condições materiais para prestar assistência médica e medicamentosa de qualidade com a construção deste posto
Fotografia: Arimateia Baptista | Huíla

Inaugurado pela vice-governadora da Huíla para a área Política e Social, Maria João Chipalavela, o posto de saúde, instalado numa estrutura reabilitada e ampliada, dispõe de consultório, farmácia, salas de observação, de pré e pós parto e de vacinação de rotina, gabinete administrativo e casas de banhos.
Junto ao posto de saúde, planeado para atender cerca de cinco mil habitantes da região, foi erguida uma residência T2 para os quadros técnicos de saúde colocados na localidade.
A moradia dispõe de uma sala comum, cozinha, dispensa, varanda e casa de banho, devidamente mobilados.
No espaço em que foi erguida a casa existe ainda um vasto terreno, no qual vão ser construídas outras divisórias futuramente.
A construção e reabilitação do posto de saúde e a residência para os técnicos enquadra-se no Programa Municipal Integrado de Desenvolvimento e Combate à Pobreza, a cargo da Administração local.
Além da casa dos enfermeiros, a equipa médica destacada para o município da Chibia, a sul do Lubango, recebeu duas residências do tipo T3, com condições para instalar os especialistas. A vice-governadora afirmou que a localidade tem agora condições materiais para prestar assistência sanitária de qualidade à população e incentivou a deslocação regular de especialistas ao sector de Chaungo, para garantirem as consultas médicas.
Maria João Chipalavela também inaugurou um centro comunal de saúde, na localidade do Jau, e um matadouro rústico, com capacidade para abater oito bovinos por dia, em condições adequadas de higiene.
A vice-governadora inaugurou ainda a primeira fase, já concluída, da construção do mercado de Halunhanha, orçada em cinco milhões de kwanzas.
As crianças do município da Chibia passaram a dispor de um parque de diversões, situado junto ao centro infantil comunitário do município do Chibia, com capacidade para acolher mais de 50 crianças. O centro, que dispõe de salas de aulas, refeitório, lavandaria, directoria, biblioteca, casas de banho e outras divisões apetrechadas, existe desde 2012, no quadro da política de inclusão social, como forma de preparar os mais pequenos para o sistema normal de ensino.

Tempo

Multimédia