Províncias

População sensibilizada para abandonar zonas de risco

Arão Martins | Lubango

O vice-ministro do Interior para a Protecção Civil e Bombeiros, Eugénio Laborinho, defendeu recentemente, no Lubango, a educação e sensibilização da população que persiste em habitar em áreas de risco para aceitar a transferência para locais mais seguros.

O vice-ministro do Interior para a Protecção Civil e Bombeiros, Eugénio Laborinho, defendeu recentemente, no Lubango, a educação e sensibilização da população que persiste em habitar em áreas de risco para aceitar a transferência para locais mais seguros.
Eugénio Laborinho, que esteve em vários pontos da província para constatar os danos causados pelas chuvas, afirmou que muitos populares construíram moradias ao longo dos rios, o que não oferece segurança de habitabilidade. “Muitas casas construídas desordenadamente ao longo dos rios Mukufi e Caculuvar estão em risco de desabar. Daí a necessidade de as pessoas serem removidas para zonas seguras, o mais rápido possível”, disse.
O governante, que percorreu alguns bairros da cidade do Lubango para tomar conhecimento dos estragos causados pelas chuvas, disse que existe um programa para realojar essas pessoas, indo o governo criar todas as condições de acomodação.
A comissão de Protecção Civil e a direcção do Ministério da Assistência e Reinserção Social, após averiguar os estragos no Lubango, Matala, Cuvango, Jamba, Quipungo e Caluquembe, estão a apoiar os sinistrados.

Tempo

Multimédia