Províncias

Produção de próteses aumenta na província

Arão Martins | Lubango


O Centro Ortopédico Regional da Huíla aumentou, este ano, de trinta para 70 a sua produção mensal de próteses, animado pelo incremento da sua quota financeira atribuída anualmente pelo governo e que passou de 25 para 120 milhões de kwanzas.

O Centro Ortopédico da Huíla tem melhores condições para o exercício das suas funções
Fotografia: Jornal de Angola

Segundo o director do centro, Carlos Mendonça, o aumento do orçamento incrementou a produção de próteses femorais e tibiais, orteses grandes e pequenas, bem como a correcção de pés botas.
O Centro Ortopédico Regional da Huíla funciona com uma sapataria no rés-do-chão no edifício do Hospital Central do Lubango, com 17 técnicos, entre ortopedistas, fisioterapeutas e administrativos. Atende, igualmente, pacientes das províncias do Cunene e Namibe.
“O atendimento de pacientes depende muito da sua própria presença e procura pelos serviços”, explicou Carlos Mendonça, defendendo a aquisição de uma estrutura apropriada à produção de próteses e área de acomodação de pacientes, bem como a admissão de pelo menos mais três sapateiros, para atender ao crescente número de solicitações. Defendeu a contínua formação de técnicos para elevar a qualidade de serviços prestados à população, assim como o melhoramento do campo de treinamento na locomoção com uso de próteses.
“O cidadão que adquirir próteses no centro ortopédico é submetido, durante um determinado período, a testes para aprender a atravessar pontes com uma prótese, mudar de direcção, subir escadas sem rampas, entre outros procedimentos”, indicou Carlos Mendonça.

Tempo

Multimédia