Províncias

Professores mais aptos

André Amaro | Lubango

A Escola de Formação de Professores Comandante Liberdade, no Lubango, província da Huíla, desenvolve desde Abril um projecto destinado a superar as dificuldades dos professores primários e do primeiro ciclo no ensino de Matemática e de Língua Portuguesa.

São criadas novas estratégias para superar as dificuldades dos professores da região
Fotografia: André Amaro| Lubango

O programa, realizado em parceria com a Direcção Nacional de Formação de Quadros, abrange 500 professores da Huíla colocados nos Gambos, Quilengues, Matala e Quipungo.
O director da Escola disse que a iniciativa é resultado de uma pesquisa que permitiu verificar que as deficiências que muitos alunos do ensino geral apresentam naquelas disciplinas são consequência das debilidades dos professores.
Justino Cangue afirmou que os professores estão também a aprender conteúdos ligados às áreas de História, Geografia, Biologia, Educação Moral e Cívica, por serem disciplinas básicas do ensino primário e do primeiro ciclo. Trata-se, referiu, de uma experiência piloto, que abrange quatro municípios, cujos resultados vão servir de linha orientadora para os próximos anos.

Quadros no mercado


Mais 113 professores formados na “Comandante Liberdade” podem começar a leccionar no próximo ano lectivo as disciplinas de Matemática, Língua Portuguesa, História, Física, Biologia, Geografia e Biologia, no ensino primário e primeiro ciclo. Justino Cangue disse que este ano lectivo a 10ª classe registou a entrada de 272 alunos e que 110 frequentam a13ª.
Os novos professores, com estatuto de técnicos médios e agregação pedagógica, garantiu, estão preparados para leccionar sem qualquer dificuldades no ensino primário e no primeiro ciclo.

Tempo

Multimédia