Províncias

Programa melhora a vida das crianças

Arão Martins | Gambos

O impacto dos programas Municipais Integrados de Desenvolvimento Rural e de Combate à Pobreza têm contribuído para a melhoria das condições das famílias e do bem-estar das crianças na província da Huíla.

Crianças satisfeitas pelos esforços do Executivo na melhoria do seu bem-estar social
Fotografia: Arão Martins | Gambos

O reconhecimento foi feito pelas crianças, no acto provincial do Dia Internacional da Criança, realizado no município dos Gambos, a 150 quilómetros a sul da cidade do Lubango.
O pequeno Frei Cagi disse, em nome das demais crianças da Huíla, que com o Programa de Combate à Pobreza as administrações municipais têm realizado várias acções, como a construção de infra-estruturas escolares e hospitalares, com vista à melhoria das condições de vida das populações.
“As crianças dos Gambos estão satisfeitas pelos esforços empreendidos pelo Executivo, na implementação dos 11 compromissos que contribuem para a melhoria do bem-estar social\", referiu.
O administrador municipal dos Gambos, Elias Sova, disse que o Estado, ao longo dos últimos anos, tem empreendido esforços a todos os níveis para promover um ambiente favorável à sobrevivência, ao desenvolvimento, à protecção e ao bem-estar da criança e lembrou que os ganhos têm permitido registar mudanças sociais e a diminuição da mortalidade infantil.
Ao referir-se ao Programa Municipal Integrado de Desenvolvimento Rural e de Combate à Pobreza, realçou que ele tem permitido construir várias infra-estruturas sociais no município e não só.
Elias Sova disse que é prioridade do Executivo a criação de políticas destinadas a proteger a criança, para que se possa construir uma sociedade mais justa, democrática e que cumpra a célebre frase “Dar à criança tudo que ela merece”.
O responsável reiterou o compromisso da Administração Municipal dos Gambos em continuar a garantir uma melhor esperança de vida à criança, o que passa pela criação de condições do registo de nascimento e da educação da primeira infância, segurança alimentar e nutricional.
Os cuidados primários de saúde, a prevenção e o combate à violência, a criação dos espaços de recreação, a protecção social, o respeito pelos seus direitos e os esforços pelas competências familiares, são outras acções que constituem prioridade das crianças no município. A vice-governadora provincial da Huíla, Maria João Chipalavela, ­reconfirmou a obrigação do Governo em proteger a criança para a preparar para o futuro. \"As crianças podem ter a certeza de que nós, os adultos, tudo faremos no sentido de darmos tudo aquilo que as crianças merecem\".
Maria João Chipalavela garantiu proteger a criança para melhor a preparar para o amanhã e disse que, para isso, é necessário propiciar-lhes um ensino e uma saúde de qualidade.
O representante da UNICEF na Huíla, Paulo Mendes, disse que tem havido progressos significativos em prol do bem-estar e defesa do direito da criança e considerou normal que ainda haja coisas a serem melhoradas, como por exemplo a construção de infra-estruturas escolares e de saúde, o que passa pela responsabilidade de todos.
A UNICEF, referiu, continua a apoiar o governo nas áreas sociais, com principal realce para a estratégia da luta contra a má nutrição e na distribuição de mosquiteiros, água, saneamento e educação. 

Tempo

Multimédia