Províncias

Projectada a expansão da biblioteca do ISCED

João Luhaco | Lubango

A necessidade da ampliação da biblioteca do ISCED do Lubango, assim como a sua informatização, constam dos projectos que a actual equipa de gestão submeteu, recentemente, à aprovação do conselho de direcção daquela instituição do ensino superior.

O responsável da  biblioteca, Licínio Moreira, disse, ao Jornal de Angola, que as infra-estruturas do Isced do Lubango “são limitadas” e, em função disso, a sala de leitura é “muito pequena” para atender um universo de cerca de sete mil estudantes.
“Nós deixamos no gabinete do director-geral três projectos, que depois vão ser submetidos ao conselho de direcção para aprovação, onde tentamos  mostrar que temos   necessidade de expandir a biblioteca, porque existem cerca de sete mil estudantes e possuímos uma sala de leitura bastante pequena”, argumentou Licínio Moreira.
Para permitir que os estudantes do Isced do Lubango acedam de maneira rápida às informações de que precisam, os gestores conceberam também um projecto que visa informatizar a biblioteca. “Neste momento os nossos catálogos ainda são tradicionais e o utilizador demora algum tempo a ter acesso à informação e com a informatização esse processo vai ser mais rápido”, assegurou Licínio Moreira.
“Estamos a passar a mensagem para que os estudantes saibam que a maior parte da informação que procuram pode ser encontrada aqui ", sublinhou o responsável da biblioteca do Instituto Superior de Ciências da Educação no Lubango.
Para o acesso à biblioteca,  esclareceu Licínio Moreira, os estudantes devem adquirir um cartão de leitor no valor de dois mil kwanzas, que lhes permite consultar toda informação durante os cinco anos, período que leva até à conclusão da formação na instituição de ensinio superior.
A  biblioteca possui 94.854 obras e existe desde o tempo colonial e como propriedade do Instituto Superior de Ciências da Educação (ISCED) começou a funcionar em 1982. 
 O ISCED lecciona 13 cursos e a biblioteca recebe obras de todas estas especialidades, assim como periódicos, como revistas de conteúdos gerais e especializadas, fotografias, slaids e todo tipo de informação que seja objecto de pesquisa para os investigadores.

Tempo

Multimédia