Províncias

Prossegue a alfabetização no Quipungo

João Katombela | Quipungo

Mais de mil cidadãos, com idades compreendidas entre os 15 e 45 anos, foram alfabetizados nos módulos um e dois, no município de Quipungo, na Huíla, durante o ano lectivo 2011/2012.

Mais de mil cidadãos, com idades compreendidas entre os 15 e 45 anos, foram alfabetizados nos módulos um e dois, no município de Quipungo, na Huíla, durante o ano lectivo 2011/2012.
O chefe da repartição municipal da Educação, Domingos Artur, disse que a referida acção se enquadra no programa do Ministério da tutela, denominado “Alfabetizar para gostar de ler e escrever”, iniciado em 2006.
Entre os alfabetizados encontram-se membros das Forças Armadas Angolanas, Polícia Nacional, Organização da Mulher Angolana (OMA) e autoridades tradicionais, salientou o responsável.
Domingos Artur revelou que para a referida empreitada estiveram envolvidos 24 alfabetizadores, número que considera ínfimo para satisfazer as necessidades a nível do município, que em cada ano regista enchentes nas salas de alfabetização.
A meta estabelecida pela instituição é atingir, por ano, dois mil cidadãos, situação que depende, em grande medida, dos alfabetizadores, sendo necessários pelo menos mais cem para viabilizar esta meta.
Relativamente ao ensino geral, com o ano lectivo prestes a terminar, foram matriculados 49.500 alunos do ensino primário, I e II ciclos do ensino secundário. O chefe de repartição municipal referiu que os esforços que os agentes da educação envidaram perspectivam um ano lectivo com resultados satisfatórios.
No município de Quipungo existem 177 escolas, que funcionam com 1.365 professores e a administração tem mobilizado as autoridades tradicionais para a construção de escolas com material local. Desde a criação do II ciclo do ensino secundário, em 2003, já terminaram com êxito este grau de ensino 450 alunos, que enfrentam dificuldades no acesso à universidade.
Para resolver a situação, Domingos Artur defendeu a instalação de um núcleo de ensino superior em Quipungo.

Tempo

Multimédia