Províncias

Reabilitação decorre a ritmo acelerado

André Amaro | Matala

As obras de reabilitação e modernização das estruturas físicas da barragem hidroeléctrica da Matala, província da Huíla, estão em estado avançado, com uma execução de 60,3 por cento dos trabalhos.

Obras vão garantir energia de qualidade
Fotografia: Jornal de Angola

A confirmação é do director do projecto, Celso Pontos, quando falava à margem da visita do governador provincial, João Marcelino Tyipinge, às instalações hidroeléctricas da Matala.
A reabilitação da barragem, que contempla apenas obras nas estruturas físicas, está orçada em 25,5 mil milhões de kwanzas, financiados pelo Estado do Canadá. Dos 40 meses estabelecidos para o fim das obras, 19 já foram consumidos.
Nos próximos seis meses, está prevista a conclusão da área de inserção das novas comportas, para em seguida se proceder à montagem das novas comportas radiais, que vão permitir uma maior retenção e fluidez da água.
O director do projecto explicou que a intervenção que estão a fazer se cinge apenas à estrutura física, para garantir maior segurança e longevidade da barragem, que já apresentava alguns problemas na estrutura. Com a conclusão das o­bras, a barragem vai oferecer vantagens relativas à segurança da estrutura física, maior retenção de água para fazer funcionar os grupos gerador e garantir energia de qualidade. A execução das obras da barragem hidroeléctrica da Matala permitiu a criação de 200 postos de trabalho directos, maioritariamente a munícipes. O governador da Huíla, que se fazia acompanhar de directores províncias, entidades religiosas e políticas, elogiou o ritmo dos trabalhos e encorajou os operários a prosseguirem.

Tempo

Multimédia