Províncias

Recursos humanos em análise na Huíla

Arão Martins| Lubango

A motivação e valorização dos recursos humanos nas empresas são factores preponderantes para que as tarefas sejam desenvolvidas com sucesso, disse o administrador municipal do Lubango, Francisco Barros, na abertura da Conferência Provincial dos Gestores de Recursos Humanos da Província da Huíla.

Na conferência, organizada pelo Governo da Huíla e o Ministério da Administração Pública, Emprego, Trabalho e Segurança Social, Francisco Barros afirmou que nos tempos actuais a gestão de recursos humanos ocupa um papel preponderante, nas empresas privadas e nas instituições do Estado.
“Está mais do que provado que a riqueza de uma Nação é o seu capital humano e é com este objectivo que o Executivo tem vindo a apostar e investir na formação, com a criação do Plano Nacional de Formação de Quadros, que já ganhou corpo”, disse. Os gestores de recursos humanos são grandes impulsionadores de mudanças nas organizações, porque são esses responsáveis que garantem um bom ambiente laboral, executam políticas motivacionais e devem assegurar que haja mais produtividade, acrescentou o administrador municipal do Lubango.
Francisco Barros pediu aos gestores que continuem a defender os interesses dos funcionários e actuem com base no que está plasmado na Lei Geral do Trabalho.

União dos trabalhadores

Pinto Vunge, docente, disse que um gestor de recursos humanos precisa, em primeira instância, garantir que todos os funcionários sobre a sua responsabilidade tenham a informação adequada sobre a empresa, instituição, departamento ou organização.
Um gestor de recursos humanos, acrescentou, precisa de ter a capacidade de unir os trabalhadores na empresa ou instituição, pública ou privada.
“É preciso entender o que a empresa faz e dar ferramentas para que os funcionários se sintam motivados a fazer bem as coisas”, referiu o docente Pinto Vunge.
A promoção de acções correctivas visando a rentabilização do funcionário é pertinente, para se evitarem comportamentos que causam pouca rentabilidade à empresa.
Pinto Vunge acrescentou ser importante que o gestor de recursos humanos garanta que todos os dias são rentáveis.
Na Conferência dos Gestores de Recursos Humanos da Huíla participaram profissionais de recursos humanos, estudantes, docentes universitários, directores e administradores dos 14 municípios da província da Huíla, além de convidados de Luanda e Huambo.

Tempo

Multimédia