Províncias

Rede sanitária cobre mais áreas rurais

Domingos Macuta | Lubango

O chefe de repartição de Saúde, Miguel Catumbela Domingos, revelou ao Jornal de Angola que pelo menos 933.190 pessoas, 217.315 das quais nas zonas rurais, beneficiam dos serviços públicos de saúde no município do Lubango.

Miguel Catumbela Domingos disse que o aumento do nível de assistência sanitária às populações resulta do programa de municipalização dos serviços de saúde que está a permitir a construção e modernização de hospitais e centros de saúde nas zonas rurais e urbanas na província da Huíla. A municipalização dos serviços de Saúde, referiu, facilitou a reabilitação e apetrechamento de 13 unidades sanitárias espalhadas nas comunas do Lubango, Arimba, Hoque e Quilenda.
Além de unidades fixas, as autoridades da província da Huíla recorreram aos serviços móveis para aproximar os serviços à população, com a execução de programas de vigilância epidemiológica, combate ao VIH/SIDA e controlo de nutrição da criança.
Miguel Domingos destacou as consultas de puericultura, pediatria, pré-natal, medicina, planeamento familiar, estomatologia, radiologia, análises clínicas, aconselhamento e testagem voluntária desenvolvidos pelas unidades sanitárias do Lubango. Reconheceu que as consultas têm surtido efeitos e as autoridades sanitárias vão continuar a trabalhar neste sentido.
A rede sanitária do município do Lubango é composta por 73 unidades estatais e 110 privadas.

Tempo

Multimédia