Províncias

Registo gratuito com muita adesão

Arão Martins | Lubango

Mais de dez mil cidadãos do município do Cuvango, na província da Huíla, já dispõem de documentos pessoais, adquiridos no quadro da campanha de registo de nascimento gratuito, em curso no país, informou ontem o administrador da circunscrição.

Miguel Luís disse que foi preciso rever todo um conjunto de acções, o que permitiu aos técnicos da justiça desdobrarem para as comunas de Galangue, Vicungo e sede municipal. Com base nisso, acrescentou, foi possível o registo de mais pessoas que encontravam grandes dificuldades para adquirirem cédulas e outros documentos.
O administrador Cuvango recordou que o município conta com uma população estimada em mais de 75 mil habitantes, mais referiu que muitos dos cidadãos não possuíam documentos, em função da guerra que assolou o país, daí que a campanha de registo de nascimento gratuito está a ser vivamente aplaudida na região.
“Por questões técnicas e falta de instrumentos, a região do Cuvango ficou por muito tempo privada do registo. Tivemos de criar mecanismos necessários para o curso normal deste processo, permitindo o desdobramento de equipas do Ministério da Justiça e foi com base nisso possível registar um número considerável de cidadãos”, esclareceu. 
Apesar dos esforços que estão a ser feitos, Miguel Luís disse que muitos cidadãos demarcam-se do processo do registo gratuito.

Tempo

Multimédia