Províncias

Responsável encoraja o aleitamento materno

O chefe de Departamento Provincial de Saúde Pública na Huíla, João Kiala, alertou ontem, no Lubango, os profissionais de Saúde a falarem mais sobre o aleitamento materno, para incentivarem as mães a amamentarem os seus filhos.

O chefe de Departamento Provincial de Saúde Pública na Huíla, João Kiala, alertou ontem, no Lubango, os profissionais de Saúde a falarem mais sobre o aleitamento materno, para incentivarem as mães a amamentarem os seus filhos.
Falando na cerimónia de abertura de um Seminário sobre “Aleitamento Materno”, dirigido a profissionais de saúde, o responsável lembrou que o leite materno é o melhor para a amamentação exclusiva até aos seis meses, pois tem grande valor nutritivo e higiénico, contribuindo para a diminuição das mortes infantis, por consumo de leite impróprio para bebés.
“O aleitamento materno é um assunto de grande importância na prestação de serviço de cuidados primários. A amamentação dá à criança o melhor começo de vida, contribui para o crescimento saudável da criança, evitando que a maior parte das crianças adoeçam e morram nos primeiros meses de vida como resultado da má prática da amamentação e também ao desmame precoce”, realçou.
“Os profissionais de Saúde devem entender a razão da importância da amamentação e quais os seus benefícios, precisam igualmente de saber a diferença entre o leite materno e os leites artificiais e quais são os perigos que estes leites reservam”, salientou.
João Kiala referiu igualmente a importância dos profissionais de Saúde educarem as mulheres em relação ao aleitamento materno e saberem detectar, logo no início da gestação, se as mães e os bebés podem estar a correr o risco de enfrentar dificuldades no aleitamento.
Às mães pediu para amamentarem os filhos até aos dois anos de idade, uma vez que “não existe outra prática que ajude a prevenir doenças, nos primeiros meses de vida, pois o leite do peito fortalece a criança e serve de fonte de alimento e amor entre mãe e filho”.   
O encontro, com duração de três dias, vai abordar questões ligadas à “Promoção do Aleitamento Durante a Gravidez”, “Práticas de Parto e Amamentação”, “Como o Leite Chega ao Peito para o Bebé”, “Fortalecimento do Leite”, “Práticas que assistem a amamentação”, entre outros assuntos. Participam no seminário profissionais de saúde ligados à maternidade.

Tempo

Multimédia