Províncias

Saúde melhora no município da Matala

Arão Martins | Lubango

A entrada em funcionamento de novas infra-estruturas sanitárias, construídas e reabilitadas na sede municipal da Matala, comuna de Capelongo e Micosse, província da Huíla, estão a contribuir para a melhoria dos serviços de assistência médica às populações.

População da sede municipal da Matala e das comunas de capelongo e Micosse têm serviços de saúde mais próximos de suas casas
Fotografia: Jornal de Angola

A entrada em funcionamento de novas infra-estruturas sanitárias, construídas e reabilitadas na sede municipal da Matala, comuna de Capelongo e Micosse, província da Huíla, estão a contribuir para a melhoria dos serviços de assistência médica às populações.
O responsável da repartição de Saúde da Matala, Daniel Cambangula, considera a nova unidade hospitalar, em funcionamento há cinco meses, como uma mais valia para o atendimento condigno aos munícipes.
A nova unidade sanitária da Matala tem capacidade para internar 70 doentes. Possui serviços de maternidade, pediatria, consultórios médicos, planeamento familiar, saúde reprodutiva, Programa Alargado de Vacinação, Raio X, pré-natal, farmácia e sala de aconselhamento e testagem voluntária de VIH/Sida.
A unidade tem ainda uma secção de operações, laboratório, depósito frigorífico, área de recuperação da louça e logística. O hospital tem orçamento independente, com um montante anual de um milhão e seiscentos mil dólares.
Trabalham no hospital 18 enfermeiros e quatro médicos, dos quais um ortopedista e um pediatra.
O director do Hospital Municipal da Matala, Daniel Sayungo, afirmou que as doenças mais frequentes no município são a malária, diarreias agudas, paludismo e traumatismos resultantes de acidentes de viação.
Daniel Sayungo afirmou que o hospital está apetrechado com equipamentos de ponta e que o abastecimento de medicamentos é regular.  A abertura dos serviços de cirurgia e a admissão de, pelo menos, dez técnicos instrumentistas e anestesistas constam entre as necessidades do hospital.
Na localidade de Capelongo, que dista 30 quilómetros da sede municipal da Matala, encontra-se o hospital com o mesmo nome, com capacidade de 52 camas. O hospital foi reabilitado no âmbito do programa de melhoria e aumento da oferta de serviços sociais básicos às populações.
Funcionam na instituição os serviços de laboratório, área de medicina, bloco operatório e farmácia. A assistência à população é garantida por 60 técnicos.
 A unidade tem ainda sala de reuniões, gabinetes administrativos, secretaria, entre outros. Funcionam ainda os serviços do Programa Alargado de Vacinação.
 
Obras sociais

 O administrador municipal da Matala, Manuel Vicente, afirmou ao Jornal de Angola que, no âmbito do programa de combate à fome e à pobreza, se deu prioridade à construção de novas infra-estruturas sanitárias e escolares.
A reabilitação da estrada que dá acesso à comuna de Capelongo, com 30 quilómetros, e outros troços são as acções programadas.
Manuel Vicente acrescentou que continua o programa “Água para Todos” para contemplar mais de 300 residências, assim como a construção de latrinas. Outro projecto em carteira é o de melhoria no fornecimento de energia eléctrica.
As obras em curso, segundo o responsável, visam melhorar as condições básicas de vida das populações locais.

Tempo

Multimédia