Províncias

Sobas da Huíla em programas de alfabetização

O vice-governador da Huíla para o sector social e político, José Arão, aconselhou ontem, no município dos Gambos, as autoridades tradicionais da província a integrarem-se no Programa de Alfabetização e Aceleração Escolar, para melhor desempenharem as funções de regentes das comunidades.

O vice-governador da Huíla para o sector social e político, José Arão, aconselhou ontem, no município dos Gambos, as autoridades tradicionais da província a integrarem-se no Programa de Alfabetização e Aceleração Escolar, para melhor desempenharem as funções de regentes das comunidades.
Ao intervir numa reunião com administradores dos municípios dos Gambos, Chibia, Humpata e Lubango, para abordar o andamento do Programa Integrado de Combate à Pobreza, o vice-governador considerou pertinente a inclusão de todos os sobas, de forma a saberem resolver os problemas das comunidades.
O responsável referiu que o soba letrado ou alfabetizado pode também ser promotor da educação e saúde, assim como consegue resolver todas as questões viradas aos conflitos de terra, propriedade das comunidades e outras que visam desenvolver a província da Huíla, de uma maneira geral.
José Arão afirmou que a formação académica das autoridades tradicionais é preponderante, porque facilita tratar todo e qualquer tipo de processo da área que administra, uma vez que são os principais auxiliares do governo, nos domínios político, social, cultural e económico.
Actualmente, disse o vice-governador, a maior parte dos sobas tem atraso escolar, por imperativos alheios à sua vontade, mas os mesmos devem inscrever-se,a fim de aprenderem a ler.

Tempo

Multimédia