Províncias

Técnicos da Saúde na Huíla aconselhados a pesquisar

Arão Martins | Lubango

O director provincial da Saúde na Huíla exortou, na sexta-feira, no Lubango, os técnicos do sector a fazerem abordagens e pesquisas científicas para dar solução aos problemas de saúde pública.

Autoridades locais apostam na melhoria da assistência médica às populações
Fotografia: Jornal de Angola

O director provincial da Saúde na Huíla exortou, na sexta-feira, no Lubango, os técnicos do sector a fazerem abordagens e pesquisas científicas para dar solução aos problemas de saúde pública.
Barnabé Lemos, que falava na cerimónia de abertura das V Jornadas Científicas da Escola Técnica Profissional de Saúde (ETPS) do Lubango, disse que a abordagem de questões relativas à saúde pública é vasta, o que requer empenho dos técnicos.
A saúde pública é uma área multidisciplinar, actuando em vários segmentos da vida humana, afirmou, sublinhando ser também o campo de conhecimento científico que se ocupa da investigação, com o principal objectivo de melhorar as condições de saúde da população.
As características da saúde pública, referiu, exigem profissionais voltados para a identificação de novos problemas e procura de soluções para a melhoria da saúde da população.
Quanto ao saneamento, declarou, a intervenção exige o envolvimento de vários sectores, com a participação das comunidades. As V Jornadas Cientificas da ETPS do Lubango, que decorreram sob o lema “ Ensino, Assistência e Pesquisa em Saúde, um olhar na prevenção das doenças”, juntou médicos, enfermeiros e estudantes da Faculdade de Medicina.
O director dos Serviços Comunitários, Energia e Águas, Agricultura, Pesca e Ambiente e os directores-gerais dos Hospitais Central do Lubango, Maternidade, Pediatria e Psiquiatria também participaram nas jornadas.
“O saneamento do meio ambiente e saúde, a comunicação e estudo sobre a prevalência das doenças de transmissão sexual em unidades sanitárias do Lubango, o cancro da mama, o seguimento das enfermidades diarreicas agudas em comunidade e instituições hospitalares foram os temas tratados na reunião.
Além disso, foram ainda debatidas, entre outras, questões relacionadas com “a actualização sobre técnicas modernas de ensino e aprendizagem, influência dos factores de risco no processo da saúde, a otite média crónica e o comportamento na Huíla e adenóide crónica e suas consequências.

Tempo

Multimédia