Províncias

Técnicos de laboratório em seminário

Arão Martins | Lubango

O director provincial da Energia e Água na Huíla, Abel João da Costa, presidiu, no Lubango,  à cerimónia de encerramento de um curso dirigido aos técnicos de laboratório das direcções provinciais da região sul, Huíla, Namibe, Cunene e Kuando-Kubango.

O laboratório do Lubango tem grande influência na diminuição de doenças de origem hídrica
Fotografia: Arimateia Baptista|Lubango


A entrada em funcionamento do Laboratório Regional de Controlo da Qualidade da Água, instalado no Lubango, tem uma grande influência na diminuição de doenças hídricas na população, disse o responsável da infra-estrutura, engenheiro José Cangundo.
O responsável, que falava à margem do encerramento do curso, disse que o funcionamento do laboratório está a permitir testar a qualidade da água consumida pela população. Acrescentou que foi recolhida e testada a qualidade de água dos principais centros de captação do Lubango e de alguns municípios do interior da província.
José Cangundo referiu que foram recolhidas e analisadas 50 amostras de água das captações da Tundavala, bombagem da Senhora do Monte e dos principais reservatórios situados nas áreas da Boca da Humpata, Proteica e Mapunda.
A referida análise foi feita a partir dos pontos da rede de água instalados nos bairros da Laje, Santo António, João de Almeida, Mapunda, entre outros.

Equipamentos modernos

O objectivo foi avaliar os indicadores da qualidade da água desde a captação, passando pelo reservatório até chegar ao consumidor, disse José Cangundo. O Laboratório da Huíla está apetrechado com equipamentos modernos que permitem determinar a quantidade de cloro na água e fazer a interpretação em função das normas internacionalmente estabelecidas pela Organização Mundial de Saúde (OMS).

Cancelamento de furos

O director provincial da Energia e Água na Huíla, Abel João da Costa, disse que dois furos abertos em dois bairros periféricos da cidade do Lubango foram cancelados, em consequência das 50 análises feitas de Maio até à primeira quinzena de Julho revelarem alguns indícios de contaminação. Abel João da Costa informou que além da instalação do laboratório fixo, a Direcção Nacional de Água instalou também três pequenos laboratórios não-fixos e meios rolantes, distribuídos para testagem da qualidade de água.
Os laboratórios não-fixos encontram-se nos municípios da Matala, Chicomba e Caconda. Gambos, Quilengues, Humpata e Quipungo recebem nos próximos meses kits de análise de qualidade de água.
Na região estão a ser reabilitados e construídos sistemas de captação, tratamento e distribuição, que estão a fazer com que a população deixe de percorrer longas distâncias em busca de água.
As autoridades sanitárias locais também referem que têm diminuído significativamente as doenças causadas pelo consumo de água imprópria.

Tempo

Multimédia