Províncias

Técnicos de saúde da Huíla estão mais bem preparados

Arão Martins | Lubango

A actualização do novo “Protocolo de tratamento da malária” vai possibilitar, a partir do próximo ano, aos médicos da província da Huíla garantir o tratamento da doença com mais segurança e dinamismo, revelou ontem ao Jornal de Angola o director provincial da Saúde.

Especialistas de saúde da província vão garantir a partir do próximo ano uma melhor assistência
Fotografia: Arão Martins

Altino Matias esclareceu que o processo de capacitação dos técnicos das unidades sanitárias sobre manejo de casos de malária em mulher grávida no município do Lubango, que está a ser desenvolvido com o apoio da organização não-governamental World Learning, vai melhorar o tratamento da doença.
Durante o terceiro trimestre deste ano foram desenvolvidas várias acções de capacitação dos técnicos que trabalham nas áreas urbana e rural, enquanto em Outubro e Novembro, a formação incidiu no manejo de casos de malária simples e graves, beneficiando profissionais de saúde das unidades sanitárias dos municípios do Lubango, Matala, Quipungo, Quilengues e Caluquembe.
Além da acção formativa, foram também distribuídos medicamentos anti-maláricos e meios de diagnóstico, como reagentes para microscopia e ainda entrega de mosquiteiros aos municípios de Chipindo, Cuvango, Jamba e Quilengues.
O município de Chipindo foi contemplado com 30.694 mosquiteiros, Jamba 50.455, Cuvango, 37.903 e Quilengues 34.341.
Com a excepção da Jamba, Cuvango e Chipindo, os restantes municípios vão receber cada dois técnicos especialistas para o tratamento da malária.

Tempo

Multimédia