Províncias

Testes rápidos estão a facilitar os diagnósticos

André Amaro | Lubango

As unidades sanitárias da província da Huíla estão a experimentar o novo teste rápido (SD biolane) de diagnóstico da malária, para fazer o tratamento em tempo oportuno e prevenir a mortalidade, afirmou o oficial do Programa de Luta Contra a Malária, Miguel Gambôa.

As unidades sanitárias da província da Huíla estão a experimentar o novo teste rápido (SD biolane) de diagnóstico da malária, para fazer o tratamento em tempo oportuno e prevenir a mortalidade, afirmou o oficial do Programa de Luta Contra a Malária, Miguel Gambôa.
O médico, que se referia às acções combinadas que estão a ser desenvolvidas para combater a malária, disse que “estamos a fazer a introdução nas unidades sanitárias de um novo teste rápido, que permite diagnosticar a malária simples e a complicada, de modo a facilitar o tratamento da doença”.
Os testes já estão disponíveis nas unidades sanitárias do Lubango, Matala, Quipungo, Caluquembe e Caconda, onde os técnicos de saúde já receberam formação. Nos restantes nove municípios estão a ser formados técnicos, para pôr termo aos antigos testes rápidos e serem distribuídos os novos pelos diferentes centros hospitalares da província, ainda este ano.
“Mais de 40 por cento dos casos diagnosticados como malária não têm sido testados, o que vai contra a orientação do Programa Nacional de Luta Contra a Malária, uma vez que devem ser diagnosticados antes do tratamento”, salientou o médico, esclarecendo que a introdução do novo teste rápido da malária tem muitas vantagens.

Tempo

Multimédia